Bolsa Bolsa nacional em queda na primeira sessão do ano

Bolsa nacional em queda na primeira sessão do ano

A bolsa nacional entrou em 2017 a negociar com sinal vermelho, penalizada sobretudo pelo BCP e pela Jerónimo Martins. Na Europa, o pessimismo também domina.
Rita Faria 02 de janeiro de 2017 às 08:19

A bolsa nacional está a negociar em queda esta segunda-feira, 2 de Janeiro, depois de duas sessões consecutivas de ganhos. Na primeira sessão bolsista de 2017, o PSI-20 cai 0,17% para 4.671,13 pontos, com oito cotadas em queda, quatro em alta e seis inalteradas.

Na Europa, os principais índices também entraram em 2017 com sinal vermelho, num dia em que muitos mercados ainda estão encerrados, como Japão, China, Reino Unido e Estados Unidos, devido ao ano novo.

No plano nacional, o BCP e a Jerónimo Martins são as cotadas que mais penalizam o PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado, que atingiu o mínimo histórico de 1,02 euros na última semana de Dezembro, recua 0,28% para 1,068 euros.

Ainda na banca, o BPI e o fundo do Montepio negoceiam inalterados em 1,131 euros e 42,1 cêntimos.

Já a Jerónimo Martins perde 0,51% para 14,665 euros, enquanto a sua congénere do retalho, a Sonae negoceia inalterada em 87,4 cêntimos.

A contribuir para a descida do PSI-20 estão ainda a EDP Renováveis e a REN. A empresa comandada por Manso Neto desvaloriza 0,25% para 6,021 euros enquanto a REN desliza 0,7% para 2,679 euros. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

COFINA:PENALIZADA POR AUTORIZAÇÃO AUMENTO CAPITAL ATÉ 51,3 M€ QUE EXPIROU:
AssembleiaGeral autorizou Conselho Administração aumentar capital até 51,3 M€,que expirou 31/12/2016,sem ser exercida,pág 18em http://www.cofina.pt/~/media/Files/C/Cofina/press/releases/2016press/cofina-rel-contas-dez-15.pdf

pub