Bolsa Bolsa nacional no verde à boleia da JM e EDP

Bolsa nacional no verde à boleia da JM e EDP

A bolsa de Lisboa mantém o sentimento positivo do arranque da sessão, estando a ser impulsionada pelas acções da Jerónimo Martins e EDP. Entre as restantes praças europeias, o sentimento é sobretudo negativo.
Bolsa nacional no verde à boleia da JM e EDP
Bloomberg
Ana Laranjeiro 04 de Janeiro de 2017 às 13:08

A bolsa nacional mantém o sentimento positivo do arranque da sessão. O PSI-20 sobe 0,37% para 4.743,07 pontos, com nove empresas em alta, sete em queda e duas inalteradas. Entre as restantes praças europeias, o sentimento é sobretudo de perdas.

Um comportamento que tem lugar depois de, esta manhã ter sido divulgado que a taxa de inflação na Zona Euro subiu para 1,1%, em Dezembro. Este valor, que representa o crescimento mais rápido dos preços desde 2013, compara com a inflação de 0,6% registada em Novembro. O crescimento dos preços na região da moeda única superou o consenso do mercado, que apontava para uma subida da inflação para 1%.

Em Lisboa, destaque para as acções da Jerónimo Martins e da EDP, os títulos que mais impulsionam a negociação. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos avança 4,87% para 15,60 euros, tendo na sessão tocado nos 15,63 euros, o que representa o valor mais elevado desde 10 de Novembro.

Este comportamento da empresa tem lugar depois de o banco de investimento JPMorgan ter emitido uma nota de análise em que antecipa que o quarto trimestre de 2016 foi "forte" para a Jerónimo Martins, uma perspectiva suportada nomeadamente pela evolução da Biedronka.

Ainda no retalho, a Sonae sobe 0,11% para 89 cêntimos.

No sector energético, a EDP cresce 0,45% para 2,917 euros. A EDP passou a posição de 1,56% no BCP para o seu fundo de pensões. O impacto da operação é reduzido mas há um sentimento positivo por trás, segundo o BPI Equity Research.

A EDP Renováveis sobe 0,18% para 6,034 euros.

A Galp Energia, por outro lado, recua 0,70% para 14,175 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações nacionais, avança 0,59% para 55,80 dólares por barril.

A REN desvaloriza 0,81% para 2,682 euros. Esta terça-feira, 3 de Janeiro, o CaixaBI emitiu uma nota onde eleva preço-alvo da REN para os 3 euros.

A Corticeira Amorim valoriza 1,95% para 8,819 euros. A unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos emitiu uma nota onde  subiu o preço-alvo da cotada e onde acena com a possibilidade de dividendo especial.

A travar maiores ganhos da bolsa de Lisboa está nomeadamente o BCP, que recua 1,58% para 1,056 euros. Ainda neste sector, o BPI segue inalterado nos 1,13 euros.

A Nos recua 1,16% para 5,687 euros.

Os CTT perdem 0,78% para 6,525 euros.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

COFINA: ADMINISTRAÇÃO DEIXA CADUCAR AUTORIZAÇÃO AUMENTO CAPITAL SOCIAL, TRANSMITINDO SINAL DE CONFIANÇA NOS CASH-FLOWS PARA O FUTURO:
Os sinais da Cofina são muito positivos. Ação passou quase 3 anos na eminência de aumento de capital de 51,3 M€, que caducou. Alívio permite valorização da ação.

Anónimo Há 2 semanas

Anónimo Há 10 minutos
Porque está a Jeronimo Martins a subir tanto ? Alguem sabe ?
E porque continua o triste comportamento sonae ? Alguem sabe...? Quem a viu e quem a vê !

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub