Bolsa Bolsa nacional perde mais de 1% com BCP a cair mais de 3%

Bolsa nacional perde mais de 1% com BCP a cair mais de 3%

Para o principal índice nacional, os últimos dias têm sido de perdas que levaram à eliminação dos fortes ganhos do primeiro mês do ano. Por esta altura o PSI-20 recua mais de 1% acumulando uma perda semanal de quase 4%.
Bolsa nacional perde mais de 1% com BCP a cair mais de 3%
Reuters
Ana Laranjeiro 09 de fevereiro de 2018 às 12:06

Duas semanas de fortes perdas. Este é o cenário no principal índice bolsista nacional. Por esta altura, o PSI-20 desce 1,39% para 5.303,41 pontos. Esta evolução contribui para que o saldo semanal seja novamente negativo: no acumulado o principal índice nacional desce 3,85% por esta altura, depois de ter recuado 4,36% na semana passada. Um comportamento que contrasta com a valorização superior a 5% obtida no primeiro mês do ano.

O clima de perdas não é exclusivo em Lisboa. O Stoxx 600, índice de referência, desce 0,44%. Olhando para a semana, o índice que aglutina as 600 maiores cotadas do Velho Continente está perto de atingir a pior semana em dois anos, registando uma queda semanal de 4,05% para já.

A semana foi caracterizada por uma volatilidade elevada. Os receios dos investidores em torno de uma subida da inflação nos Estados Unidos – e as consequências que podem advir em termos de política monetária – pressionaram os índices por todo o mundo. Ainda ontem, Wall Street regressou às fortes quedas, depois de uma recta final de sessão em queda livre, a fazer lembrar o que aconteceu na segunda-feira desta semana. Os analistas aventaram que as quedas registadas até meio desta semana tratavam-se de correcções face às elevadas subidas registadas nomeadamente em Janeiro.

Em Lisboa, 16 das cotadas que compõem o PSI-20 estão em queda. O BCP é acção que mais recua, desvalorizando 3,41% para os 28,86 cêntimos.

Com uma queda superior a 2% encontram-se os títulos da Mota-Engil (-2,60% para 3,565 euros), Altri (-2,21% para 4,42 euros), Pharol (-2,92% para 21,6 cêntimos), Novabase (-2,35% para 2,91 euros) e Sonae (-2,21% para 1,192 euros).

No sector da pasta e do papel, a Semapa recua 0,57% para 17,50 euros e a Navigator desce 1,55% para 4,07 euros.

A Jerónimo Martins cede 0,06% para 16,91 euros.

Na energia, a Galp recua 1,19% para 14,52 euros numa altura em que o petróleo regista a sexta sessão consecutiva de quedas. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, perde 0,68% para 64,37 dólares por barril.

A EDP deprecia 1,15% para 2,673 euros e a EDP Renováveis desliza 0,58% para 6,90 euros. A REN desce 0,58% para 2,416 euros.

A travar uma queda mais pronunciada da bolsa nacional estão às acções da Ibersol – que crescem 0,84% para 12 euros – e dos CTT – que avançam 1,08% para 3,354 euros.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.