Bolsa Bolsa nacional reforça máximo de três meses na sexta sessão de ganhos

Bolsa nacional reforça máximo de três meses na sexta sessão de ganhos

Os pesos pesados da praça portuguesa negoceiam todos em terreno positivo, com destaque para o BCP, que valoriza quase 1% e negoceia acima dos 24 cêntimos. A Novabase dispara mais de 14%.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 28 de setembro de 2017 às 08:16

A bolsa nacional abriu a sessão em terreno positivo, em linha com o comportamento das principais praças europeias, que continuam a ser impulsionadas pelo plano de corte de impostos que ontem foi apresentado pelo presidente dos Estados Unidos.

 

O PSI-20 ganha 0,16% para 5.342,04 pontos, com sete cotadas em alta, oito em queda e três sem variação. O índice português está a renovar os máximos de três meses que ficou na sessão de ontem e regista um ciclo de seis sessões consecutivas sempre a ganhar terreno.

 

A Novabase regista a valorização mais acentuada nesta abertura de sessão, com os títulos a ganharem 14,69% para 3,67 euros, beneficiando com o anúncio efectuado ontem que a tecnológica pretende pagar um dividendo extraordinário de 50 cêntimos por acção. Uma remuneração que representa uma rentabilidade de 13,6% face à cotação actual.

 

O BCP é o que mais impulsiona o PSI-20, com uma valorização de 0,88% para 0,2419 euros, atingindo máximos desde 15 de Agosto.

 

Os restantes pesos pesados estão também em alta. A EDP soma 0,19% para 3,209 euros, a Galp Energia avança 0,1% para 14,64 euros e a Jerónimo Martins progride 0,27% para 16,44 euros.

 

A dona do Pingo Doce inaugurou ontem um centro logístico no Valongo, onde investiu 75 milhões de euros.