Bolsa Bolsa nacional regressa aos ganhos com subidas da Galp e Jerónimo Martins

Bolsa nacional regressa aos ganhos com subidas da Galp e Jerónimo Martins

Depois de dois seguidos em terreno negativo, a praça lisboeta voltou ao verde apoiada pelas valorizações de cotadas como a Galp, Jerónimo Martins, Nos e CTT.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 25 de julho de 2017 às 16:40

O PSI-20 encerrou a sessão bolsista desta terça-feira, 25 de Julho, a somar 0,38% para 5.283,75 pontos, com 10 cotadas em alta, oito em queda e uma inalterada, interrompendo assim uma série de dois dias consecutivos a perder valor e que esta segunda-feira tinham colocado o principal índice nacional em mínimos de 13 de Julho.

 

A bolsa lisboeta acompanhou a tendência de ganhos verificada nas principais praças europeias que transaccionaram animadas pelo regresso da Grécia ao mercado de dívida com uma emissão de títulos com prazo de cinco anos. Já o euro subiu esta terça-feira para máximos de quase dois anos.

A apoiar a performance positiva da praça lisboeta esteve a Galp, que somou 1,01% para 13,45 euros, no dia em que o CaixaBI estima que a petrolífera tenha registado lucros de 248 milhões de euros no primeiro semestre, em linha com os 247 milhões obtidos no período homólogo. A Galp beneficiou ainda da valorização do preço do petróleo nos mercados internacionais.

Também em alta negociou a Jerónimo Martins, que avançou 0,38% para 17,335 euros. Ainda no retalho, a Sonae ganhou 0,31% para 0,965 euros.

Num dia marcado por ganhos generalizados, destaque também para a Nos, que cresceu 0,31% para 5,42 euros, e para os CTT, que apreciaram 0,84% para 5,50 euros, já depois de o CaixaBI ter estimado que os correios nacionais tenham registado uma quebra de 7,8% dos lucros no segundo trimestre.

Nota positiva também para o BCP que valorizou 0,92% para 0,2535 euros, no dia em que a filial polaca (Millennium Bank) do banco liderado por Nuno Amado apresentou lucros de 314 milhões de zlotys nos primeiros seis meses deste ano, 27,1% abaixo dos 430,9 milhões de zlotys registados no mesmo período do ano passado.

 

Ainda no sector financeiro mas fora do PSI-20, o BPI ganhou 0,19% para 1,055 euros. O banco apresenta resultados ainda esta terça-feira.


Além da subida da Galp, o sector energético negociou sem tendência definida. A EDP Renováveis subiu 0,42% para 6,96 euros enquanto a EDP perdeu 0,37% para 2,959 euros. Já a REN apreciou 0,40% para 2,766 euros depois de o Haitong ter atribuído um potencial de valorização de 11% aos títulos accionistas da cotada liderada Rodrigo Costa. 

Nota para a Altri, que recuou 0,80% para 3,984 euros, desempenho registado no dia em que o CaixaBI divulgou uma nota de "research" em que antecipa que os lucros da empresa tenham crescido 10% em termos homólogos no segundo trimestre para um resultado líquido de 17,6 milhões de euros. 

Dois destaques ainda no dia de hoje. O primeiro é pela positiva e cabe à Orey ganhou quase 10% para 67 cêntimos depois de ter passado de prejuízos a lucros de 148 mil euros no primeiro semestre de 2017. O segundo, pela negativa, vai para a Impresa que ao afundar 13,70% para 0,315 euros registou a maior queda diária bolsista de sempre.


(Notícia actualizada às 16:52)