Bolsa Bolsa nacional regressa às perdas penalizada pelo BCP e Galp

Bolsa nacional regressa às perdas penalizada pelo BCP e Galp

A praça lisboeta negociou no vermelho numa sessão em que as quedas do BCP, Galp Energia e sector do retalho pressionaram. A bolsa nacional seguiu a tendência registada nas principais congéneres europeias.
David Santiago 21 de dezembro de 2016 às 16:40

O PSI-20 encerrou a sessão desta quarta-feira, 21 de Dezembro, a perder 0,25% para 4.646,34 pontos, com 10 cotadas a negociar em alta e as restantes oito em queda, seguindo assim a tendência verificada na generalidade das principais praças europeias.

 

Na Europa o sentimento também foi negativo, com o índice de referência europeu a negociar em terreno negativo no dia seguinte a ter tocado no valor mais alto desde Janeiro. O Stoxx 600 fica assim mais longe de fechar o presente ano de 2016 com um saldo acumulado positivo, estando nesta altura a perder cerca de 1,5% comparativamente com a última sessão bolsista de 2015.

 

Na Europa foi o sector financeiro que mais penalizou, em especial os bancos espanhóis e italianos. Em Espanha os bancos foram penalizados pela decisão da justiça europeia que obriga à devolução dos ganhos conseguidos pela banca espanhola com as assim designadas cláusulas "suelo", através das quais os clientes foram impedidos de beneficiar da descida da taxa Euribor.

 

Já em Itália o sistema continua a ser penalizado com a incerteza em torno das possibilidades de sucesso do plano de recapitalização do Monte dei Paschi. As dúvidas sobre este processo levaram a que o Parlamento transalpino tenha já hoje aprovado um plano que visa constituir um fundo de "prevenção" de 20 mil milhões de euros para apoiar os bancos que precisem ou venham a precisar de apoio.

 

Por cá o BCP não fugiu a tendência tendo caído 2,26% para 1,1142 euros, isto depois de o banco liderado por Nuno Amado ter valorizado 1,5% na sessão de ontem, o dia que se seguiu à aprovação, pela assembleia-geral do banco, do aumento do limite de votos de 20% para 30%, o que abre a porta à entrada dos chineses da Fosun na instituição e que também possibilita que a Sonangol reforce a posição detida no maior banco privado português.

 

Continuando no sector financeiro nacional, o BPI terminou o dia a ganhar ténues 0,09% para 1,128 euros.

 

Também a pressionar esteve a Galp Energia que resvalou 0,35% para 14,105 euros, seguindo a toada de queda do preço do petróleo nos mercados internacionais, numa altura em que o Brent está a cair 0,52% para 55,06 dólares por barril. 

O resto do sector energético contrariou o sentimento predominante, com a EDP Renováveis a apreciar 0,78% para 5,92 euros, a EDP a avançar 0,10% para 2,903 euros e a REN a somar 0,98% para 2,675 euros.

O sector do retalho também merece nota negativa, numa sessão em que a Jerónimo Martins deslizou 0,65% para 14,46 euros e a Sonae caiu 1,59% para 0,868 euros. 

Por fim, a Altri perdeu 1,55% para 3,804 euros no mesmo dia em que o
 Governo aceitou o projecto de investimento, avaliado em 85,2 milhões de euros, da Celtejo, fábrica em Vila Velha de Rodão da Altri, empresa que partilha o núcleo accionista e de gestão com a Cofina (dona do Negócios).


(Notícia actualizada às 16:45)




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Antunes . 21.12.2016

Vamos ver amigo INVESTIDOR. o que as ações da Navigator reservam para mim. Eu podia ter entrado mais cedo mas tenho fé que ainda ganhe algo. Queria evitar ir aos dividendos, mas mesmo se for e ficar com elas para 2018 subirão novamente e darão novamente dividendos. Cumprimentos.

investidor 21.12.2016

ANTUNES, BOA APOSTA NA NAVIGATOR, AGORA AGUARDE ATE MAIO,

Anónimo 21.12.2016

o bcp cancro e maior aberração da bolsa, está visto que já nem com chinocas nem com angolanos lá vai...o caminho que o bcp cancro aprendeu a percorrer é o da falência.a continuar assim no final de 2016 está cotado abaixo de 1 euro, e assim os abutres shortas atacam pq já ninguém confia no seu ceo

Antunes . 21.12.2016

Uma bom resto de tarde para todos. Hoje de manhã vendi as minhas ações da Altri quando estavam a desvalorizar cerca de 0,50%, tive alguns lucros felizmente que se ficasse com elas agora estava a perder mais. Vendi Altri e comprei logo Navigoter com o mesmo valor em dinheiro. que entrei mal na Navigoter com uma perda relativamente pequena porque a Navigoter da parte da manhã também estava a desvalorizar e desvalorizou mais na parte da tarde, que espero que possa recuperar nos próximos tempos e ter alguns lucros. Bons negócios para todos, bom Natal, e boas festas. Cumprimentos.

pub