Bolsa Bolsa não resiste à correcção do BCP e Mota-Engil

Bolsa não resiste à correcção do BCP e Mota-Engil

Depois de três sessões de fortes ganhos, o PSI-20 fechou em queda ligeira, contrariando mais um dia de ganhos na Europa.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 05 de janeiro de 2018 às 16:44

A bolsa nacional não resistiu à tomada de mais-valias sobre as acções que mais impulsionaram o PSI-20 no arranque do ano.

 

O índice português encerrou a cair 0,13% para 5.615,63 pontos, com oito cotadas a subir, nove a descer e uma sem variação. Nas três sessões anteriores o PSI-20 valorizou 4,35%, naquele que foi o melhor arranque de ano desde 2009, que levaram a bolsa nacional a máximos desde 2015.

 

O desempenho negativo registado hoje contrariou a tendência positiva das praças europeias, que voltaram a ganhar terreno devido às perspectivas positivas para a evolução da economia global.    

 

Depois de no início da sessão ter superado os 0,30 euros pela primeira vez desde Junho de 2016, as acções do BCP fecharam o dia a desvalorizar 0,27% para 0,2977 euros. No acumulado do ano o banco liderado por Nuno Amado conserva uma subida de 9,45%, o melhor desempenho entre as cotadas do PSI-20.

A Lusa noticiou hoje que o presidente angolano, João Lourenço, ordenou uma avaliação às participações detidas pelo Estado ou empresas públicas em bancos nacionais e estrangeiros, incluindo o BCP, a realizar por um grupo de trabalho liderado pelo ministro das Finanças.

 

A Mota-Engil, que mais do duplicou de valor em 2017 e também registou um forte arranque de ano, fechou hoje a cair 5,29% para 3,85 euros.

A força negativa do banco e da construtora foi suficiente para colocar o PSI-20 em terreno negativo, apesar de todos os outros pesos-pesados terem fechado em alta, com destaque para o sector energético.

 

A EDP valorizou 0,67% para 2,994 euros, a EDP Renováveis ganhou 0,15% para 6,79 euros e a Galp Energia subiu 0,35% para 15,955 euros, numa sessão em que o petróleo esteve a corrigir de máximos de Maio de 2015. O Brent em Londres cede 0,91% para 67,45 dólares.

 

O CaixaBI cortou o preço-alvo para as acções da EDP Renováveis de 7,60 para 7,10 euros, sendo que o horizonte temporal da análise foi estendido para 2018. 

 

Também do lado dos ganhos, a Jerónimo Martins subiu 0,21% para 17,03 euros, elevando a valorização acumulada em 2018 para mais de 5%.

 

Ainda em alta, os CTT subiram 0,16%, depois de ontem ter sido revelado, já após o fecho do mercado, que houve um reforço accionista por parte dos donos da Mayoral.

 

Fora do PSI-20, o BPI valorizou 1,14% para 1,24 euros, no dia em que o Negócios noticia que o CaixaBank está centrar o BPI na banca, afastando uma passagem da instituição para sucursal.




A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
rosa pereira Há 1 semana

Se a Sonangol vender a sua posição será para um novo e grande investidor que irá com a intenção de ter uma posição de grande força por saber que o BCP brevemente irá novamente proceder a distribuição de dividendos.
Bons negócios.

o SANTANDER vai para o lugar da SONOSOL Há 1 semana



o MILENIUM BCP vai ULTRAPASSAR o VALOR de um EURO POR AÇÃO antes da pascoa

Anónimo Há 1 semana

Eu acho que a bolsa vai continuar a subir com algumas correçoes pelo caminho , pois as bolsas sao muito dependentes do petroleo e neste momento ele esta em alta...

Re: Sou BCPato e estou triste Há 1 semana

Estás todo queimado da cabeça...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub