Bolsa Bolsa prolonga subida depois de um primeiro semestre de ganhos

Bolsa prolonga subida depois de um primeiro semestre de ganhos

A bolsa nacional sobe, animada pelos ganhos superiores a 7% das unidades de participação do Montepio, prolongando assim os ganhos acentuados acumulados durante o primeiro semestre do ano.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 03 de julho de 2017 às 08:06
O PSI-20 sobe 0,43% para 5.175,07 pontos, com 11 cotadas em alta, quatro em queda e quatro inalteradas. A bolsa nacional prolonga assim os ganhos acumulados nos primeiros seis meses do ano, período em que subiu mais de 10% e registou o melhor semestre em dois anos. No resto da Europa a tendência é idêntica, com os principais índices a subirem mais de 0,5%, isto num dia em que a negociação das bolsas dos EUA será mais curta, em antecipação do feriado de 4 de Julho. 

A contribuir para a subida da bolsa nacional estão as unidades de participação do Montepio, que disparam 7,47% para 0,518 euros. Este comportamento surge depois de na sexta-feira ter sido anunciado pelo Montepio a injecção de 250 milhões de euros oriundos da associação mutualista, reforçando assim o capital para mais de dois mil milhões de euros. Numa operação que foi imposta pelo Banco de Portugal, segundo a edição desta segunda-feira do Negócios.

 

Também na sexta-feira foi noticiado que as negociações entre a Santa Casa e a Caixa Económica arrancaram, mas ainda no fim-de-semana Pedro Santana Lopes, provedor da Santa Casa de Lisboa, deixou claro que está longe de haver qualquer acordo, podendo demorar meses até que este seja alcançado. 

A contribuir para os ganhos da bolsa está também o BCP, ao avançar 0,93% para 0,2379 euros. 

Assim como a Mota-Engil, que aprecia 1,48% para 2,466 euros, e os CTT, que crescem 0,67% para 5,58 euros.

No sector da energia, a EDP valoriza 0,45% para 2,876 euros e a EDP Renováveis cresce 0,09% para 6,969 euros. A Galp Energia também segue a tendência e ganha 0,57% para 13,33 euros, enquanto a REN contraria e perde 0,26% para 2,734 euros.

A travar a subida da bolsa está a Navigator, cujas acções estão hoje a descontar 0,11158 euros de reservas livres que a empresa decidiu distribuir pelos seus accionistas além do dividendo de 0,2371 euros pago no início de Junho. Excluindo este ajuste técnico, as acções Navigator estariam a subir 0,37%. 


(Notícia actualizada com mais informação)