Bolsa Bolsa renova máximos com BCP, Navigator e Semapa em destaque

Bolsa renova máximos com BCP, Navigator e Semapa em destaque

BCP, Navigator e Semapa já tocaram em máximos neste arranque de sessão, ajudando a bolsa nacional a subir e a renovar máximos de Agosto de 2015. Na Europa o sentimento é igualmente positivo.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 09 de janeiro de 2018 às 08:08
O PSI-20 sobe 0,16% para 5.654,39 pontos, numa altura em que 14 cotadas seguem a subir, uma trava o entusiasmo e três seguem estáveis. A bolsa nacional renova assim máximos de Agosto de 2015, acompanhada por três cotadas que também já tocaram em máximos de, pelo menos, 2016: BCP, Navigator e Semapa.

O BCP continua em destaque, acumulando já um ganho de cerca de 10% desde o início do ano. As acções do banco liderado por Nuno Amado estão a subir 0,33% para 0,3018 euros, atingindo assim um novo máximo desde Agosto de 2015. 

Mas não é a única cotada em destaque. A Navigator também está a negociar em máximos de Abril de 2015, tendo já tocado nos 4,56 euros neste arranque de sessão. As acções seguem a apreciar 0,49% para 4,544 euros. A contribuir para o bom momento das acções estará a venda do seu negócio de pellets nos Estados Unidos, que poderá render 16,6 milhões de euros, segundo a informação prestada ontem ao final do dia. 

Este montante encaixado podera servir, entre outras coisas, para distribuir dividendos, segundo alguns analistas. A expectativa de manutenção de uma política atractiva de distribuição de lucros pelos accionistas é uma das razões para que o CaixaBI mantenha a ex-Portucel na lista das cotadas preferidas.  

Na lista de "top picks" do CaixaBI constam também a Sonae Capital e a Nos. As acções da Sonae Capital estão a subir 0,11% para 0,924 euros e a Nos é a única cotada que está a recuar nesta altura, descendo 0,18% para 5,56 euros. 

Em máximos históricos está também a Semapa, que acaba por beneficiar do optimismo em relação à Navigator. As acções já tocaram nos 18,48 euros. 

Destaque ainda para as acções da EDP, que crescem 0,27% para 2,986 euros, depois de ter sido revelado que 

António Mexia foi proposto pelo núcleo duro de accionistas da EDP para presidente do Conselho de Administração Executivo, sendo Luís Amado sugerido para presidente do Conselho Geral e de Supervisão, para o triénio 2018-2020. As propostas de nomeações relativamente à composição dos órgãos sociais vão ser votadas pelos accionistas na AG convocada para 5 de Abril pela China Three Gorges (Europe), Oppidum Capital, Senfora, Fundo de Pensões do Grupo Millennium BCP e Sonatrach.

(Notícia actualizada com mais cotações)





Saber mais e Alertas
pub