Bolsa Bolsa sobe há cinco dias animada pelo BCP

Bolsa sobe há cinco dias animada pelo BCP

A bolsa nacional sobe há cinco sessões consecutivas, num arranque de dia marcado por mais uma subida do BCP. A ditar a subida das bolsas continua o BCE, que ontem decidiu alargar até ao final do próximo ano o programa de compra de activos.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 09 de dezembro de 2016 às 08:06
O PSI-20 sobe 0,16% para 4.634,24 pontos, com 12 cotadas em alta, quatro em queda e duas inalteradas. Esta é a quinta sessão consecutiva de ganhos na praça lisboeta. No acumulado da semana, a bolsa nacional sobe mais de 5,5%, o que corresponde à maior subida semanal desde a semana terminada em 16 de Janeiro de 2015.

Nas bolsas europeias a tendência é igualmente positiva, depois de ontem o dia ter sido marcado pela decisão do Banco Central Europeu (BCE) sobre o alargamento do período do programa de compra de activos até, pelo menos Dezembro, quando estava previsto terminar em Março. Mas além de anunciar esta extensão, o BCE anunciou também que, a partir de Abril, vai reduzir o ritmo de compras em 20 mil milhões de euros para um total de 60 mil milhões por mês. Esta redução foi encarada como um início de retirada de estímulos, o que levou, por exemplo, à subida dos juros soberanos, com países como Portugal a serem dos mais penalizados. 

O Commerzbank conclui que estas alterações representam "más notícias" para Portugal. Sobretudo porque o BCE não mexeu nos parâmetros de elegibilidade que tem que cumprir na compra de títulos de dívida, isto numa altura em que já está perto de atingir os limites para a compra de obrigações portuguesas.

Em destaque tem estado o BCP, que nas três últimas sessões acumulou um ganho de 20%, num movimento que acompanha os congéneres italianos, numa altura em que se aguarda que seja anunciado um resgate público ao italiano Monte dei Paschi. Esta sexta-feira, o banco liderado por Nuno Amado mantém a tendência de ganhos e segue a subir 1,48% para 1,37 euros. No acumulado da semana, o BCP sobe mais de 18,5%, o que representa a melhor semana desde Setembro de 2015.

A subir, e a contribuir para os ganhos da bolsa estão também as acções da EDP, que avançam 0,07% para 2,812 euros, e da EDP Renováveis, que apreciam 0,02% para 5,919 euros. 

No resto do sector da energia, a Galp recua 0,04% para 13,89 euros, depois de ter atingido máximos de Novembro de 2011 nas últimas sessões. A REN também cede 0,31% para 2,581 euros. 

O sector do papel também está em alta, com a Navigator a subir 0,03% para 3,177 euros, a Semapa a avançar 0,90% para 12,96 euros e a Altri a apreciar 0,47% para 3,837 euros. 
 
(Notícia actualizada com mais cotações)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Altri Há 1 semana

Não tenho mesmo muita sorte ao jogo da bolsa, ontem entrei na Altri. Entrei a ganhar, mas hoje já estou a levar ferro e fogo. Bolas.

Saber mais e Alertas
pub