Bolsa Bolsa portuguesa recua pela terceira sessão

Bolsa portuguesa recua pela terceira sessão

As quedas do sector do retalho e das telecom pressionam o principal índice de acções nacional que se encaminha para um fecho de semana negativo. Os investidores aguardam, na Europa, por dados do emprego nos EUA.
A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes 07 de outubro de 2016 às 08:12
A praça portuguesa iniciou em queda a última sessão da semana, com o principal índice accionista, o PSI-20, a cair 0,52% para 4.514,08 pontos, recuando pela terceira sessão consecutiva, numa Europa que também abriu com perdas.

Dos 18 títulos que compõem o índice, 11 transaccionam com perdas e os restantes sete estão inalterados.

Os papéis da Nos são os que mais pressionam o índice, a caírem 1,2% para 5,928 euros, enquanto os CTT renovam mínimos de Janeiro de 2014, caindo 1,48% para 5,66 euros. 

Do lado da energia, os ganhos da Galp na abertura deram lugar a quedas - de 0,36% para 12,285 euros -, enquanto a EDP Renováveis cede 0,61% para 6,714 euros.

A pressionar estão também as retalhistas: a Jerónimo Martins recua 0,22% para 15,66 euros, enquanto a Sonae perde 0,86% para 0,688 euros, depois de ter estado a perder mais de 1% na abertura.

BCP e BPI seguiam inalterados na véspera de o primeiro-ministro António Costa iniciar uma visita de cinco dias à China onde leva consigo na agenda a entrada de grupos daquele país tanto no BCP (a Fosun) como no Novo Banco (depois do interesse demonstrado pelo China Minsheng Investment Group).

As quedas na Europa, quase todas superiores a 0,5%, surgem no dia em que os investidores aguardam pela divulgação de dados do emprego nos EUA, que podem mostrar sinais de força da maior economia mundial e acrescentar pressão para um novo aumento dos juros pela Reserva Federal na reunião de Dezembro.

Em Frankfurt o Deutsche Bank recupera 1,5% para 12,215 euros, depois de já ter estado a ganhar mais de 2% ao longo da sessão, numa altura em que a Bloomberg avança que o banco alemão está a explorar possibilidades de capitalização que podem ascender a cinco mil milhões de euros.

Entre as maiores praças europeias, a única a registar ganhos é Londres. O Footsie soma 0,26% para 7.108 pontos, depois de esta madrugada, logo após a abertura das negociações, o valor da libra ter afundado mais de 6% no espaço de apenas dois minutos, o que pode estar relacionado com um erro de ordens ou com o algoritmo usado na transacção. 

(Notícia actualizada às 8:56 com mais informação)

A sua opinião19
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado ABCDEF1 07.10.2016

ALGUÉM ME SABE DIZER O QUE SE ESTÁ A PASSAR COM ESTE MALDITO PAÍS?
CADA DIA QUE PASSA ESTAMOS MAIS NO FUNDO.
NÁO SEI SE TEREMOS SALVAÇÃO.

comentários mais recentes
Anónimo 07.10.2016

CTT a mina de ouro dos shortas. Norges bank compra e vende logo a seguir, basta ver as inumeras comunicações ao mercado, também deve nadar a shortar. Champalimaud ou já não tem guito ou alguém já lhe disse para deixar de ser parvo e parar de tentar apanhar a faca em queda.

Anónimo 07.10.2016

Porra safei-me de boa... vendi há semanas CTT a 6,65, com algumas perdas, agora estaria bem entalado.

Anónimo 07.10.2016

No fim do mês de setembro avisei em vários fóruns aqui no JN( e limpei a minha carteira de acções com algumas mais valias) o q na minha modesta opinião viria aí na Bolsa tuga, até dia 21 (dia de avaliação do rating da divida portuguesa pela DBRS)vai ser sempre a descer, cuidem-se e saiam temporariamente, procurem abrigo da tempestade que se avizinha, prevejo que o PSI baixe até à fasquia dos 4500pts, só volto a entrar dp da avaliação do rating pela DBRS. BN

Anónimo 07.10.2016

bcp poderá sair de bolsa.

ver mais comentários
pub