Bolsa Bolsas dos EUA caem após Fed

Bolsas dos EUA caem após Fed

As bolsas dos EUA iniciaram a sessão em queda, pressionadas pela ausência de informação sobre próximas subidas de juros por parte da Fed.
Bolsas dos EUA caem após Fed
Reuters
Sara Antunes 02 de fevereiro de 2017 às 14:40
O Dow Jones desce 0,23% para 19.844,69 pontos, o Nasdaq recua 0,43% para 5.618,59 pontos e o S&P 500 perde 0,18% para 2.275,34 pontos.

Os investidores esperavam que a Reserva Federal (Fed) desse mais indicações sobre o ritmo de subida de juros nos EUA, mas não houve novidades sobre este tema. Os especialistas estavam à espera que Janet Yellen apontasse Março como a data do próximo aumento de juros.

Ausência de novos sinais que está a penalizar a negociação das acções, bem como o dólar, que recuou já esta quinta-feira para o valor mais baixo das últimas duas semanas contra o cabaz de moedas. 
Isto numa altura em que se aguarda mais informação sobre as políticas económicas e orçamentais do presidente Donald Trump.

 

A marcar a sessão continua a época de apresentação de resultados. Ontem à noite foi a vez do Facebook, que revelou que as vendas cresceram 51% para 8,81 mil milhões de dólares, contra uma projecção média de 8,51 mil milhões que tinha sido apontada pelos analistas inquiridos pela Bloomberg. Os lucros foram de 3,57 mil milhões de dólares (1,21 dólares por acção), mais 128% do que no período homólogo de 2015 (1,56 mil milhões, ou 54 cêntimos por acção). Apesar dos números terem superado as estimativas, as acções do Facebook recuam 0,21% para 132,95 dólares, tendo chegado a deslizar quase 2%.

 

Esta quinta-feira será a vez da Amazon, Visa e Amgen mostrarem as suas contas trimestrais.

 

Cerca de metade dos membros do S&P 500 já reportaram os resultados do último trimestre do ano passado, com cerca de 75% das cotadas a revelarem lucros que superaram as estimativas e cerca de metade ultrapassou as previsões de receitas dos analistas consultados pela Bloomberg.

A tendência está a ser de queda generalizada, com a Boeing a perder mais de 1% e a Visa a descer mais de 0,5%. O sector financeiro também está a registar perdas na casa de 1%.

Já a Apple, qu eontem disparou 6% a reflectir os resultados de 2016, está hoje pouco alterada, subindo 0,04% para 128,80 dólares.

(Notícia actualizada às 14:54 com mais informação)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub