Bolsa Bolsas dos EUA em alta ligeira à espera do discurso de Yellen

Bolsas dos EUA em alta ligeira à espera do discurso de Yellen

A presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos vai falar esta tarde sobre inflação e política monetária, um discurso muito aguardado pelo mercado.
Bolsas dos EUA em alta ligeira à espera do discurso de Yellen
Bloomberg
Rita Faria 26 de setembro de 2017 às 14:35

Os principais índices norte-americanos abriram em alta ligeira esta terça-feira, 26 de Setembro, com os investidores à espera de mais pistas sobre o rumo da política monetária nos Estados Unidos.

 

Isto porque Janet Yellen, presidente da Reserva Federal, vai realizar um discurso esta terça-feira sobre "Inflação, Incerteza e Política Monetária" no encontro anual da National Association for Business Economics às 17:45 de Lisboa.

 

O índice tecnológico Nasdaq ganha 0,31% para 6.390,62 pontos, enquanto o industrial Dow Jones valoriza 0,11% para 22.321,31 pontos. Já o S&P500 ganha 0,13% para 2.499,98 pontos.

 

O discurso de Yellen será realizado um dia depois de vários membros da Fed terem apresentado diferentes visões sobre a inflação nos Estados Unidos, algumas optimistas em relação à subida sustentada dos preços e outros receosos quanto á persistência dos factores que pesam sobre a inflação.  

 

Loretta Mester, da Fed de Cleveland, Raphael Bostic, da Fed de Atlanta e Lael Brainard, membro do conselho de governadores também deverão discursar esta terça-feira.

 

As bolsas norte-americanas fecharam em queda na sessão de ontem, penalizadas por um movimento de vendas no sector da tecnologia e pelos receios em torno da tensão crescente entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, com Pyongyang a admitir que se reserva o direito de abater bombardeiros norte-americanos.

 

Em destaque na sessão de hoje está a Red Hat, que dispara 7,10% para 113,38 dólares, depois de ter apresentado resultados acima do esperado e ter revisto em alta as estimativas para o conjunto do ano.

 

Também a Alibaba valoriza 0,47% para 170,38 dólares depois de ter assumido o controlo da unidade de logística Cainiao e prometido gastar 15 mil milhões de dólares em cinco anos para construir uma rede global de logística.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
? Há 3 semanas

O discurso de uma velha xexe

pub