Bolsa Bolsas dos EUA em queda aliviam de máximos históricos

Bolsas dos EUA em queda aliviam de máximos históricos

As bolsas dos Estados Unidos abriram a semana em terreno negativo, depois de terem batido sucessivos máximos históricos nas últimas sessões.
Bolsas dos EUA em queda aliviam de máximos históricos
Rita Faria 28 de Novembro de 2016 às 14:37

Os principais índices norte-americanos estão a negociar em queda esta segunda-feira, 28 de Novembro, depois de terem atingido sucessivos máximos históricos na semana passada.

O índice industrial Dow Jones desce 0,2% para 19.113,28 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq perde 0,24% para 5.386,18 pontos. Já o S&P500 desvaloriza 0,3% para 2.207,98 pontos.

As bolsas dos Estados Unidos têm sido animadas pela perspectiva de que as políticas de Trump vão impulsionar o crescimento e acelerar a inflação.

Essa perspectiva reforçou a convicção do mercado de que a Reserva Federal norte-americana vai subir os juros já na próxima reunião de política monetária, em Dezembro.

Para confirmar que os indicadores económicos sustentam essa crença, os investidores vão estar atentos esta semana à divulgação dos dados sobre o PIB nos Estados Unidos e os números relativos ao mercado de trabalho.

As minutas da última reunião da Fed, reveladas na passada quarta-feira mostram que os decisores de política monetária apontavam para a necessidade de subir os juros "relativamente em breve".

"A maioria dos participantes expressou a perspectiva de que poderia ser apropriado aumentar o intervalo da taxa dos fundos federais relativamente cedo, desde que os dados vindouros forneçam evidências do progresso continuado em relação aos objectivos do Comité", referem as minutas.

Numa altura em que se aproxima o fim da época de resultados, 19 empresas apresentam as suas contas esta semana, incluindo a Tifanny & Co e a Dollar General. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub