Bolsa Bolsas dos EUA mistas com Fed e Rússia a condicionar

Bolsas dos EUA mistas com Fed e Rússia a condicionar

As bolsas dos EUA seguem sem uma tendência definida, numa altura em que os investidores estão a tentar aferir o impacto dos desenvolvimentos em torno das investigações sobre a influência russa nas eleições americanas de 2016. Além disso, aguardam pela definição da liderança da Fed.
Bolsas dos EUA mistas com Fed e Rússia a condicionar
Reuters
Sara Antunes 30 de outubro de 2017 às 14:48
O Dow Jones está a descer 0,09% para 23.413,94 pontos e o S&P500 perde 0,16% para 2.576,94 pontos. Já o Nasdaq segue em alta, ao subir 0,34% para 6.723,926 pontos. As bolsas americanas abriram às 13:30, hora de Lisboa, devido à mudança de horas em Portugal. 

Os investidores estão a tentar aferir o impacto nos mercados das investigações em torno da alegada ingerência russa nas eleições presidenciais dos EUA em 2016. Esta segunda-feira, 30 de Outubro, o antigo director de campanha de Donald Trump, Paul Manafort, entregou-se às autoridades, na sequência da investigação sobre o alegado conluio entre a campanha do candidato republicano e personalidades russas tendo em vista a manipulação do resultado das eleições que decorreram em Novembro de 2016.

 

A condicionar a negociação está ainda a incerteza em torno do próximo líder da Reserva Federal (Fed) dos EUA. O nome de Jerome Powell está a ganhar mais força, sendo um economista que tem defendido uma política monetária assente em taxas de juro mais baixas. O nome do próximo presidente da Fed deverá ser anunciado até sexta-feira por Donald Trump, antes de viajar para a Ásia.

 

Além disso, esta semana, na quarta-feira, 1 de Novembro, há reunião da Fed, com os economistas consultados pela Bloomberg a anteciparem que não haverá qualquer subida de juros este mês. Já para a reunião de Dezembro, são cada vez mais os economistas que acreditam que o preço do dinheiro nos EUA vai subir.

 

Destaque para as acções da Apple, que estão a subir 2,38% para 166,93 dólares, com a tecnológica a beneficiar de indicações de aumento das vendas. O analista Daniel Ives, da GBH Insights, elevou as previsões de procura do iPhone X, prevendo as que encomendas ascendam a 50 milhões de unidades. A anterior previsão apontava para 40 milhões, segundo a Reuters. A Apple vai apresentar os seus resultados do terceiro trimestre do ano na próxima quinta-feira.

 

A General Motors cai 2,65% para 43,455 dólares, depois de o Goldman Sachs ter reduzido a recomendação para as acções de "neutral" para "vender".

 

Já a farmacêutica Merck & Co desliza 4,74% para 55,48 dólares, depois de a empresa ter anunciado que retirou um pedido para implementar o seu tratamento de imunoterapia de cancro Keytruda na Europa.

 

A época de resultados tem dado um impulso às bolsas americanas, já que os números têm sido positivos face às expectativas. Numa altura em que mais de metade das cotadas do S&P500 já apresentou os números, cerca de 74% superou as previsões dos analistas em relação aos lucros. 


(Notícia actualizada às 14:52 com mais informação)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
AQR Capital Management, LLC = FOSUN Há 3 semanas


VOÇÊS ACORDEM não SEJAM BURROS TODA A VIDA isto da : AQR Capital Management, LLC é para INGLÊS ver não sejam BURROS o MILENIUM BCP VAI DAR UM SALTO muito em BREVE até aos 0.50 ACORDEM eles QUEREM a TOTALIDADE do BCP

pub