Bolsa Bolsas dos EUA sem rumo

Bolsas dos EUA sem rumo

As bolsas dos EUA fecharam com oscilações pouco acentuadas, num dia em que saíram dados económicos positivos e em que a tensão entre a Coreia do Norte e os EUA parece ter diminuído.
Bolsas dos EUA sem rumo
Reuters
Sara Antunes 15 de agosto de 2017 às 21:31

O S&P500 desceu 0,05% para 2.464,61 pontos. Já o Dow Jones subiu 0,02% para 21.998,99 pontos e o Nasdaq cedeu 0,11% para 6.333,012 pontos.

 

As bolsas dos EUA fecharam assim o dia com oscilações muito ligeiras, num dia em que foi revelado que as vendas a retalho nos Estados Unidos cresceram 0,6%, o que corresponde ao maior crescimento dos últimos sete meses, impulsionadas pelo comércio de automóveis, sinalizando que a economia continuará a ganhar fôlego no terceiro trimestre. Os analistas consultados pela Reuters apontavam para um aumento das vendas de 0,4%. 

 

Estes dados aumentam a especulação em torno de uma possível subida de juros nos EUA ainda este ano. Um factor que também contribuiu para a subida do dólar. O índice da Bloomberg para o dólar subiu 0,4%.

 

O alívio de tensão entre a Coreia do Norte e os EUA, com Pyongyang a adiar um ataque a Guam, também contribuiu para um acalmar dos receios dos investidores.

 

A Alcoa fechou a sessão a subir menos de 1% para 37,50 dólares, sendo acompanhada por alguns títulos do sector financeiro, como o caso do JPMorgan, que apreciou 0,26% para 92,73 dólares, num dia de oscilações ligeiras entre as cotadas.

 

Do lado das quedas esteve a Exxon Mobil, ao perder 0,24% para 78,04 dólares, e a Intel, que cedeu 0,94% para 36,80 dólares.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar