Câmbios Bons dados económicos levam euro para máximo de oito anos face à libra

Bons dados económicos levam euro para máximo de oito anos face à libra

O máximo da moeda única face à libra assinala os momentos diferentes das economias da Zona Euro e do Reino Unido.  
Bons dados económicos levam euro para máximo de oito anos face à libra
Bloomberg
Nuno Carregueiro 23 de agosto de 2017 às 11:01

Os dados económicos positivos que foram publicados esta quarta-feira na Zona Euro levaram a moeda da região a destacar-se nos ganhos face às principais divisas, com destaque para o máximo oito anos face à libra esterlina.

 

A moeda europeia está a ser transaccionada a 1,0867 euros por cada libra, o que corresponde ao valor mais elevado desde 2009. No câmbio invertido, cada euro está a ser negociado a 0,92034 libras, o que compara com a média de seis meses de 0,87152 libras.

 

O euro está também em alta face à divisa norte-americana, com uma valorização de 0,18% para 1,1783 dólares, um nível que não está muito longo dos máximos de 2015 que fixou recentemente.

 

A valorização do euro surge depois da IHS Markit ter revelado que o índice dos gestores de compras (PMI) para medir a evolução do sector industrial na Zona Euro, aumentou em Agosto para 57,4 pontos, acima dos 56,6 pontos de Julho e contrariando a estimativa dos economistas, que apontavam para uma queda.

 

Este dado veio reforçar a perspectiva de aceleração do crescimento económico na Zona Euro, com o director da IHS Markit a falar mesmo de um "desempenho impressionante". Depois de um bom segundo trimestre, os investidores estão a apostar que a economia da Zona Euro vai conseguir reforçar o crescimento na segunda metade do ano.  

 

Pelo contrário, os sinais do Reino Unido são bem menos animadores, o que aliado aos receios em torno do impacto do Brexit, têm penalizado a cotação da moeda britânica. A libra está também em queda face ao dólar, com uma desvalorização de 0,2% para 1,2804 dólares.

 

A marcar ainda a evolução do mercado cambial está a reunião de Jackson Hole marcada para amanhã, com o foco nas palavras de Mario Draghi, embora as últimas notícias apontem para que o presidente do BCE não faça declarações sobre política monetária que tenham impacto nos mercados.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Enquanto não PRENDEREM os REFERENÇIADOS Há 4 semanas

ENQUANTO NÃO PRENDEREM OS REFERENÇIADOS DO COLUIO QUE JÁ VAI EM 20 dias SEGUIDOS acho que o SR NUNO AMADO DEVERIA TOMAR uma GRANDE DECISÃO E MANDAR ENCERRAR AS NEGOCIAÇÕES DO MILENIUM BCP NA CMVM

pub