Research BPI antecipa subida de 24% dos lucros da Corticeira Amorim

BPI antecipa subida de 24% dos lucros da Corticeira Amorim

A empresa liderada por António Rios de Amorim terá fechado os primeiros seis meses do ano com lucros de 43,7 milhões de euros.
BPI antecipa subida de 24% dos lucros da Corticeira Amorim
Rita Faria 27 de julho de 2017 às 12:16

O BPI estima que a Corticeira Amorim tenha registado um resultado líquido de 43,7 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, o que representa um aumento de 24% face aos lucros de 35,1 milhões obtidos no mesmo período do ano passado.

Olhando apenas para o segundo trimestre deste ano, as projecções dos analistas apontam para lucros de 26 milhões de euros, traduzindo uma subida de 23% face ao período homólogo. Este crescimento representa uma ligeira desaceleração face aos primeiros três meses do ano, em que o resultado líquido aumentou 23,7%.

Na nota de análise divulgada esta quinta-feira, 27 de Julho, o BPI antecipa que as vendas da empresa liderada por António Rios de Amorim (na foto) – que apresenta resultados a 2 de Agosto - tenham crescido 5% entre Abril e Junho no segundo trimestre, enquanto a margem EBITDA terá subido em 124 pontos base para 22,8%.

O efeito cambial que influenciou positivamente os resultados dos primeiros três meses em cerca de 2,1 milhões de euros, deverá voltar a repetir-se no segundo trimestre, com um impacto de 2 milhões, de acordo com os analistas.

As acções da Corticeira Amorim estão a descer 1,50% para 11,82 euros, 17,5% abaixo do preço-alvo atribuído pelo BPI de 13,90 euros, com a recomendação "neutral".

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Corticeira Há 3 semanas

O BPI que as compre já que é tão bom negócio e não desperdice esse potencial de 17,5%!

Fugas de informação Há 3 semanas

se fosse a realidade, não estava a cair mais de 2%, a verdade é que os resultados são enganosos, ex, da J. Martins, esta noticia do BPI é para enganar, mesmo com estes resultados a ação vai corrigir, e bem.

pub
pub
pub
pub