Research BPI: Comentários de Costa podem levar Nos a ficar “com uma grande fatia do mercado”

BPI: Comentários de Costa podem levar Nos a ficar “com uma grande fatia do mercado”

O primeiro-ministro fez críticas à Altice, revelando receios de destruição da PT. O BPI considera que os comentários colocam a empresa sob pressão e “provavelmente beneficiarão outros operadores”.
BPI: Comentários de Costa podem levar Nos a ficar “com uma grande fatia do mercado”
Pedro Elias
Sara Antunes 13 de julho de 2017 às 11:40

António Costa endureceu as críticas à PT e à Altice, temendo que "a forma irresponsável" como foi feita aquela venda [da PT, durante o anterior Executivo] "acabe por transformar este caso num caso Cimpor, com um novo desmembramento que ponha não só em causa os postos de trabalho, como o futuro da empresa".

 

E foi mais longe, desejando que Anacom, reguladora das telecomunicações, "olhe com atenção ao que aconteceu com as diferentes operadoras nestes incêndios de Pedrógão Grande. Compreenderá certamente que houve algumas que conseguiram sempre manter as comunicações e houve outra que esteve muito tempo sem conseguir comunicações nenhumas - e isso é muito grave", comentou António Costa durante o debate do Estado da Nação, para logo a seguir tirar a consequência a nível pessoal: "por mim, já fiz a minha escolha da companhia que utilizo".

 

"Acreditamos que estes comentários do primeiro-ministro português colocaram a Altice sob pressão e é provável que beneficie outros operadores", considera o analista Pedro Oliveira do BPI, numa nota de análise publicada esta quinta-feira, 13 de Julho. O analista considera que "além de a influência que estes comentários podem ter nos clientes da Altice, o Governo português é o maior cliente da Altice".

 

"Acreditamos que a forma como a Altice vai gerir esta crise pode ter implicações significativas na perspectiva do sector das telecomunicações em Portugal. Não excluímos o cenário onde a Nos terá uma nova oportunidade de agarrar uma grande fatia de quota de mercado, em especial nos segmentos empresarial e público".

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião38
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 13.07.2017

Caro Jornal de Negócios, é um facto que a Altice em Poortugal, tal como outras organizações portuguesas, está de mãos e pernas atadas devido ao governo socialista, à constituição do PREC de 1976 e à legislação laboral. E isso tem feito e continuará a fazer toda a diferença pela negativa. "As empresas de telecomunicações, tal como outras companhias dos sectores tecnológicos, estão a reestruturar-se, eliminando postos de trabalho a favor da automação, e reposicionando-se em novos projectos" Fonte: “Telecommunications providers, like other tech companies, are undergoing restructuring, losing jobs to automation, and pivoting to new projects,” (Relatório da Challenger, Gray & Christmas de Março de 2017) https://www.challengergray.com/press/press-releases/2017-march-job-cut-report-cuts-rise-17-percent-telecom-retail

comentários mais recentes
OUVIDO ATENTO 17.07.2017

Supraram-me ao ouvido que o BCP. vai ter resultados espetaculares tanto na Polónia como
em Portugal. Não digam que nâo foram avisados.

Operário 14.07.2017

Andam por aqui fassistas ressabiados a dizer que são trabalhadores, não enganam ninguém.
Com este governo começam a criar-se as condições para lançar uma revolução dos verdadeiros trabalhadores, e nessa altura aí de quem estiver contra nos!

Silvana Pires 14.07.2017

Não tenho por hábito pronunciar-me sobre política, sempre vivi humildemente a muito custo do meu trabalho. Mas começo a ficar preocupada com o futuro de Portugal e dos meus filhos, com o que tem vindo a público da actuação deste Governo de A. Costa

Os comentários dos costa têm outro significdao 14.07.2017

Costa vai perder uma máquina de intoxicação social, a TVI..
Mas , ó costa ainda ficas com a RTP, a RTP3 e a SIC... não te chega querias tudo?!
Sabemos que os sabujos se vendem pelo preço de cheirar 1/2 migalha... mas não exagerem...


ver mais comentários
pub
pub
pub
pub