Research CaixaBI: BCP terá registado lucros de quase 73 milhões de euros no primeiro semestre

CaixaBI: BCP terá registado lucros de quase 73 milhões de euros no primeiro semestre

A unidade de investimento da CGD antecipa que, no primeiro semestre deste ano, o BCP tenha registado lucros de 72,7 milhões de euros. Olhando apenas para o segundo trimestre, o banco estima um resultado líquido de 22,6 milhões de euros.
CaixaBI: BCP terá registado lucros de quase 73 milhões de euros no primeiro semestre
Bruno Simão/Negócios
Ana Laranjeiro 19 de julho de 2017 às 17:29

O Banco Comercial Português (BCP) terá encerrado os primeiros seis meses do ano com um lucro de 72,7 milhões de euros. É pelo menos esta a expectativa do CaixaBI, numa nota de análise a que o Negócios teve acesso. Este valor contrasta com os prejuízos de 197,3 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano passado.

Olhando apenas para o segundo trimestre de 2017, o analista André Rodrigues, que assina a nota, aponta para um resultado líquido de 22,6 milhões de euros. Um valor que contrasta com o prejuízo de 243,9 milhões de euros registados no período homólogo do ano anterior.


"Destacamos que as nossas estimativas incorporam o custo de cerca de 60 milhões de euros no segundo trimestre de 2017, relacionado com a contribuição para o sector bancário em Portugal e também a contribuição para os mecanismos de resolução nacional e europeu (custos de exploração) que frequentemente são registados com periodicidade anual em cada segundo trimestre", pode ler-se no documento.


O analista antecipa que a margem financeira do banco liderado por Nuno Amado tenha ascendido aos 678,4 milhões de euros no primeiro semestre do ano, mais quase 12% que igual período do ano passado. De Abril a Junho, a margem financeira terá ascendido a 346 milhões, mais quase 11% que no mesmo período do ano passado.


Os custos operacionais decresceram 0,7% nos primeiros seis meses do ano para 480,9 milhões de euros. No trimestre, este indicador registou uma subida ligeira de 0,7% para 242,6 milhões de euros.


"Esperamos que as principais variáveis mantenham uma evolução sólida no segundo trimestre de 2017. Isto deve ser visível no crescimento das receitas principais (margem financeira e comissões) e a redução do custo dos riscos de crédito e a exposição aos activos problemáticos. Globalmente, nenhuma notícia é uma boa notícia nesta fase", comenta o analista na nota.

 
Os resultados serão apresentados na próxima semana, a 27 de Julho.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 

(Notícia actualizada às 17:52)




A sua opinião33
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado rosa pereira Há 3 semanas

Críticas construtivas são sempre bem vindas. O facto da distribuição de dividendos é uma mais valia para os mercados para uma melhor atração de novos investidores por demonstrar que a mesma está de boa "saúde" financeira para o fazer.
Cumprimentos e bons negócios.

comentários mais recentes
Acima de 0,25€ é que se está bem Há 3 semanas

Se não for hoje, será brevemente. O objectivo é acima de 0,30€. Se tudo acontecer como previsto e lá qua a cotação deve estar. Veremos se dia 27 dá uma ajuda.

E o BCP hoje também sobe.... Há 3 semanas

... e como é óbvio vai continuar a subir. Um banco com estes lucros vale mais do que a cotação de agora. E a previsão é que os lucros continuem a subir até aos 500M€ em 2018. Nem entendo qual é a questão. É tão óbvio que até chateia.

Anónimo Há 3 semanas

Caros,

Os resultados não são assim tão maus.
Se forem verdade que nunca são incluem o pagamento de 60 milhões para o fundo de reserva.
Que apenas é feito no final de cada semestre.
Isto é, os resultados de 50 milhões no 1º trimestre correspondem um resultado de 23+60 milhões no 2º trimestre.

Criador de Touros Há 3 semanas

a margem financeira do banco liderado por Nuno Amado terá ascendido a 678,4 milhões de euros no primeiro semestre do ano, uma subida de 12,2% face a igual período do ano passado. De Abril a Junho, a receita esperada com margem financeira é de 346 milhões, mais 10,9% que no mesmo período do ano passado-JE(Caixa BI)

ver mais comentários
pub