Research CaixaBI corta avaliação dos CTT. Potencial de subida é superior a 20%

CaixaBI corta avaliação dos CTT. Potencial de subida é superior a 20%

“Os CTT constituem uma sólida aposta numa óptica de dividendo”, acreditam os analistas do CaixaBI, que reviram as suas estimativas para os CTT e incorporaram na sua avaliação o Banco CTT. Contas feitas e o preço-alvo desceu mais de 6,5%. Ainda assim, o potencial é de uma subida superior a 20%.
CaixaBI corta avaliação dos CTT. Potencial de subida é superior a 20%
Sara Antunes 06 de junho de 2017 às 08:43

"Actualizámos as nossas previsões para os CTT no seguimento da divulgação dos resultados do primeiro trimestre e incorporámos o Banco CTT nas nossas estimativas consolidadas", explicam os analistas Artur Amaro e André Rodrigues, que assinam a nota de análise a que o Negócios teve acesso.

 

A nova avaliação é de 6,90 euros, o que representa uma redução de 6,76% face aos 7,40 euros anteriores. Apesar deste corte, as acções da empresa liderada por Francisco Lacerda continuam a ter um potencial de subida significativo: 23,2%, tendo em conta a actual cotação (5,60 euros).

 

"O ‘investment case’ permanece inalterado face ao último relatório publicado, com os CTT a continuarem a ser maioritariamente um operador postal (70% do EBITDA consolidado), com uma pequena presença no segmento de Expresso & Encomendas e um interessante contributo do segmento de Serviços Financeiros (suportado pela subscrição de produtos de poupança). O foco do Banco CTT nos primeiros 12 meses de actividade consistiu na aquisição de clientes e na criação de uma sólida base de depósitos. O banco recentemente iniciou-se na concessão de crédito ao consumo e à habitação, segmentos que deverão ser os principais impulsionadores da sua actividade. De acordo com o ‘guidance’ da empresa, o Banco CTT deverá atingir o ‘breakeven’ (EBITDA) em 2018/2019 e passar a contribuir positivamente para o resultado líquido consolidado nos anos seguintes, transformando-se no principal vector de crescimento para os CTT", realçam os analistas.

 

A casa de investimento incorporou assim o Banco CTT nas suas estimativas de resultados, mas "uma que vez o projecto do banco postal ainda se encontra em fase inicial de desenvolvimento e existe pouca visibilidade face à sua evolução, optámos por não atribuir valor ao mesmo."

 

O CaixaBI acredita que a política de dividendos dos CTT será prosseguida e "não está em risco". Os analistas prevêem que o DPS cresça 3% em termos médios (CAGR) durante o período de 2016-2020. Considerando o actual preço de mercado, os CTT oferecem uma rentabilidade associada ao seu dividendo de cerca de 8,6%, a mais elevada do sector. Apesar do risco de execução do projecto bancário, os CTT constituem uma sólida aposta numa óptica de dividendo", acrescentam.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
BCP a DESCER AQUI á GATO 06.06.2017

ENTÂO faltam 10 dias para a FINTCH subir os RATINGS do MILENIUM BCP e de PORTUGAL e O BCP CONTINUA A DESCER MIAU MIAU aqui anda GATINHO ai anda ANDA

Anónimo 06.06.2017

ctt é uma grande empresa e no final do ano estará nos 7 euros. Apostem para o longo prazo, o banco ctt vai dar muito dinheiro, tenham calma. O Champalimaud não é parvo.

Anónimo 06.06.2017

Comprar CTT e INAPA. Foram as que arrancaram em último lugar neste bull market, e são as que agora têm maior potencial de subida.

pub