Research CaixaBI corta preço-alvo das acções da Altri e mantém recomendação de “comprar”

CaixaBI corta preço-alvo das acções da Altri e mantém recomendação de “comprar”

O banco de investimento incorpora um cenário neutro para o par euro/dólar no curto prazo, e antecipa o regresso a um nível próximo de 1,10 ao longo de 2017.
CaixaBI corta preço-alvo das acções da Altri e mantém recomendação de “comprar”
Miguel Baltazar
Rita Faria 24 de Novembro de 2016 às 18:20

O CaixaBI reduziu o preço-alvo para as acções da Altri de 5,90 para 4,70 euros e manteve a recomendação de "comprar", com base na convicção de que o euro voltará a um nível próximo de 1,10 dólares em 2017.

 

Numa nota de análise divulgada esta quinta-feira, 24 de Novembro, os analistas destacam que a opinião predominante, neste momento, é que a eleição de Donald Trump impulsionará a inflação mais rapidamente do que o previsto, forçando a Fed a apertar a política monetária, o que terá um impacto positivo no dólar.

 

No entanto, o CaixaBI considera que esta visão ainda tem de ser validada. "Acreditamos que esta visão ainda terá de ser validada (mesmo que uma subida dos juros em Dezembro seja praticamente certa), levando-nos a incorporar um cenário EUR/USD neutro a curto prazo e um regresso a níveis mais próximos de 1,10 ao longo de 2017", concretizam os analistas, na nota de research.

 

O banco de investimento sublinha ainda que a sua visão para a empresa em 2017 continua a ser suportada pela expectativa de uma geração de ‘cash flow’ elevada e necessidades de capex limitadas.

 

Considerando o valor de fecho da sessão desta quinta-feira (3,55 euros), a nova avaliação do CaixaBI ainda atribui um potencial de subida de 32% às acções.  

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Elyza Há 2 dias

Bom texto.Âlvaro Cunhal,foi um ser completo e ao mesmo tempo tao simples,com uma sensibilidade rairgPaosse.urr a luta,ê a melhar homenagem que podemos dar ao nosso camarada sempre presente.

pub