Research CaixaBI estima que lucros da Renováveis tenham mais do que duplicado no semestre

CaixaBI estima que lucros da Renováveis tenham mais do que duplicado no semestre

Os analistas do CaixaBI estimam que o resultado líquido da EDP Renováveis tenha subido de 59 milhões de euros, no primeiro semestre de 2016, para 129 milhões, entre Janeiro e Junho deste ano.
CaixaBI estima que lucros da Renováveis tenham mais do que duplicado no semestre
Rita Faria 20 de julho de 2017 às 18:24

Os analistas do CaixaBI acreditam que a EDP Renováveis tenha visto os seus lucros mais do que duplicarem no primeiro semestre deste ano.

 

Numa nota de análise publicada esta quinta-feira, 20 de Julho, a unidade de investimentos da Caixa Geral de Depósitos estima que a empresa tenha fechado o período entre Janeiro entre Junho com lucros de 128 milhões de euros, uma subida de 118% face ao resultado líquido registado no mesmo período do ano passado.

 

A empresa liderada por Manso Neto – que apresenta os seus resultados no dia 26 de Julho, antes da abertura do mercado – terá visto as suas receitas crescerem 11%, em termos homólogos, impulsionadas sobretudo pelo crescimento de 9% na geração total de electricidade. O EBITDA terá aumentado 10% para 714 milhões de euros.  

 

"O valor das depreciações poderá ter diminuído 10% em relação ao ano anterior devido à extensão da vida útil dos activos eólicos de 25 a 30 anos e os resultados financeiros também deverão ter melhorado", acrescenta o CaixaBI.

 

Na nota de análise, assinada por Helena Barbosa, esta unidade de investimento destaca ainda que, nesta altura, o mercado continua focado na "oferta lançada pela EDP sobre as acções da EDP Renováveis detidas por minoritários".

 

As acções da EDP Renováveis fecharam a sessão desta quinta-feira a ganhar 0,44% para 6,90 euros, 0,4% acima do preço-alvo de 6,87 euros atribuído pelo CaixaBI.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub