Research CaixaBI prevê subida de 25% do lucro da Corticeira Amorim e dividendo extraordinário

CaixaBI prevê subida de 25% do lucro da Corticeira Amorim e dividendo extraordinário

A casa de investimento da CGD estima que nos primeiros nove meses do ano os lucros da Corticeira Amorim tenham aumentado 25,3% para 52,1 milhões de euros. E acredita que a empresa pagará um dividendo extraordinário de 13 cêntimos antes do final deste ano.
CaixaBI prevê subida de 25% do lucro da Corticeira Amorim e dividendo extraordinário
DR
David Santiago 25 de Outubro de 2016 às 18:07
A unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos (CaixaBI) antecipa que nos primeiros nove meses deste ano os lucros (após interesses minoritários) da Corticeira Amorim aumentaram 25,1% para os 52,1 milhões de euros, face aos 41,6 milhões de euros alcançados no período homólogo.
 
Numa nota de "research" divulgada esta terça-feira, 25 de Outubro, de antecipação dos resultados da Corticeira Amorim – que serão oficialmente conhecidos no próximo dia 28 deste mês, já depois do fecho dos mercados – o CaixaBI antecipa ainda que o EBIDTA (antes dos itens não recorrentes) da empresa tenha aumentado 18,9% entre Janeiro e Setembro deste ano, crescendo de 80,2 milhões de euros em igual período de 2015 para 95,3 milhões de euros.
 
Os analistas do CaixaBI também acreditam que a Corticeira Amorim tenha alcançado um aumento homólogo de 7,7% das vendas no período, em especial beneficiando do contributo das vendas de rolhas de cortiça e matérias-primas.
 
A unidade de investimento da CGD conclui que os resultados da Corticeira Amorim vão apresentar uma subida genérica, com as margens a deverem melhorar "significativamente" face aos primeiros nove meses de 2015, em grande medida devido ao foco da cotada em reduzir os custos e aumentar os níveis de eficiência.
 
O CaixaBI antecipa ainda que a Corticeira Amorim irá, "uma vez mais", pagar um dividendo extraordinário até ao final deste ano, que estes analistas estimam ser de 13 cêntimos por acção.
 
Por fim, o CaixaBI decidiu manter inalterada a recomendação sobre a empresa em "acumular" e reiterar o preço-alvo nos 8,30 euros, o que tendo em conta os 9,487 euros de valor de fecho na sessão bolsista desta terça-feira confere aos títulos da Corticeira Amorim um potencial de desvalorização de 12,51%.
 
Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub