Bolsa Catalunha atira espanhol Ibex para maior queda desde o Brexit

Catalunha atira espanhol Ibex para maior queda desde o Brexit

O índice espanhol Ibex recuou perto de 3% na sessão desta quarta-feira, a maior queda desde o dia seguinte ao Brexit em que afundou mais de 12%. Bancos catalães lideraram as perdas.
David Santiago 04 de outubro de 2017 às 17:57

Com uma queda de 2,85% para 9.964,90 pontos, o índice espanhol Ibex, que ao longo desta quarta-feira, 4 de Outubro, chegou mesmo a perder 3%, registou a maior queda diária desde 24 de Junho do ano passado (-12,35%), o dia seguinte à vitória do Brexit no referendo britânico sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia.

 

O principal índice da bolsa espanhola foi essencialmente penalizado pelo sector financeiro, em especial a banca catalã. O Sabadell recuou 5,69% e o CaixaBank perdeu 4,96%. No entanto, foi um dia de perdas generalizadas para a banca espanhola, com o Santander a resvalar 3,83%, o Bankia a deslizar 3,65%, o Bilbao Vizcaya Argentaria a desvalorizar 3,61% e o Bankinter a recuar 3,50%.

 

Tendo em conta a incerteza provocada pelo referendo independentista que, no passado domingo, deu a vitória ao "sim" à independência daquela região, o ministro espanhol das Finanças, Luis de Guindos, veio esta manhã passar uma mensagem de tranquilidade sobre a estabilidade do sector financeiro do país.

 

"Os bancos catalães são bancos espanhóis e europeus, são entidades sólidas e os clientes nada têm a temer", disse Guindos.

 

Na Europa não se registou uma tendência definida, com as principais praças europeias divididas entre ganhos e perdas.




pub