Obrigações Centeno: Melhoria da Moody’s "abre caminho" para Portugal sair de "lixo"

Centeno: Melhoria da Moody’s "abre caminho" para Portugal sair de "lixo"

O ministro das Finanças considera que a subida da perspectiva do "rating", por parte da Moody’s, "vem juntar-se a um crescente reconhecimento por parte de vários actores institucionais e privados quanto à solidez da economia portuguesa".
Centeno: Melhoria da Moody’s "abre caminho" para Portugal sair de "lixo"
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 01 de setembro de 2017 às 21:58

O Ministério das Finanças considera que a decisão anunciada esta noite pela Moody’s abre caminho a uma subida do "rating" para níveis acima de "lixo" e mostra um "reconhecimento cada vez mais amplo dos sólidos resultados económicos e financeiros alcançados por Portugal e reiterando a confiança no percurso futuro".

 

A Moody’s melhorou a perspectiva para o "rating" de Portugal de estável para positiva, de acordo com a nota publicada na noite desta sexta-feira, 1 de Setembro. A notação permanece em Ba1, a um nível de sair de lixo. Mas o novo "outlook" sinaliza que a agência vê como provável uma subida do "rating" para grau de investimento nos próximos 12 a 18 meses.

 

A Fitch já tinha tomado uma decisão semelhante em Junho, pelo que Portugal está mais perto de sair da categoria de lixo. A Standard & Poor’s pronuncia-se sobre Portugal a 15 de Setembro, sendo que também tem a perspectiva "estável".  

 

"Esta decisão abre caminho para uma actualização do ‘rating’ da República para o grau de investimento de qualidade, que decorrerá da confirmação da sustentabilidade do crescimento económico, da qualidade da gestão orçamental e do impulso reformista do Governo", refere uma nota emitida esta noite pelo Ministério das Finanças.

 

O ministro das Finanças, citado na mesma fonte, destaca que "esta decisão da Moody’s vem juntar-se a um crescente reconhecimento por parte de vários atores institucionais e privados quanto à solidez da economia portuguesa".

 

Acrescenta que "a Moody’s vem reconhecer os avanços registados na gestão orçamental e salientar a abrangência do crescimento económico alicerçado no investimento e nas exportações. Mais importante ainda é o facto de Portugal estar a conseguir aliar estas duas dinâmicas enquanto gera emprego e, assim, reforça a confiança no futuro".

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 03.09.2017

Empurrão pra nomeação d Centeno a presidente d euro-grupo porque na realidade continuamos a nível de lixo e uma divida publica em valores absolutos/reais impagável-a próxima bancarrota aproxima-se a passos velozes por fatores internos mas tb externos inevitáveis,coreia,eua,ucrania,terrorismo,etc

Ex.votante do PSD,não me levam o voto acabou. 02.09.2017

A direi-talha não gosta da noticia quer ver Portugal no lixo ,mas eles estão bem com os roubos que tem feito ao País.

A Cristas ficou Triste 02.09.2017

Cristas pareceu m Revoltada com a Moody's parecia que estava com azedume, desconfigurada até, habituada que estava sempre aos comentários negativistas, esta gente será tão cega que não muda o discurso? Não vêem q estão constantemente a dar tiros nos Pés ?tirem um curso acelerado para fazer Oposição

General Ciresp 02.09.2017

Mais um caminho que se abre para o INDIVIDAMENTO sem regra.

ver mais comentários
pub