Obrigações Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida

O IGCP retocou a estratégia de financiamento para este ano. Numa altura em que os juros passaram os 4%, a agência fechou 2016 com uma almofada financeira mais elevada e aponta para uma redução da dívida a emitir no mercados, este ano.
Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida
Pedro Elias
Rui Barroso 09 de janeiro de 2017 às 00:01

A almofada financeira aumentou e o recurso ao mercado irá diminuir. São algumas das alterações na estratégia de financiamento do IGCP para 2017, que surgem numa altura em que as taxas das obrigações nacionais )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 09.01.2017

O que é que é IB?

surpreso 09.01.2017

Gastem a "almofada",ou querem-na para

pertinaz 09.01.2017

ALMOFADA??? VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

Anónimo 09.01.2017

Ainda bem que estás a ficar à rasca sua forreta. Desta vez vou sacar todo o investimento em CA e passá-lo para a IB.
Pago 10 USD/mês mas sempre tenho a garantia do capital e a oportunidade de bons negócios, coisa que cá, nem na dívida pública é possível.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub