Obrigações Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida

O IGCP retocou a estratégia de financiamento para este ano. Numa altura em que os juros passaram os 4%, a agência fechou 2016 com uma almofada financeira mais elevada e aponta para uma redução da dívida a emitir no mercados, este ano.
Com juros em 4%, IGCP corta meta de emissões de dívida
Pedro Elias
Rui Barroso 09 de janeiro de 2017 às 00:01

A almofada financeira aumentou e o recurso ao mercado irá diminuir. São algumas das alterações na estratégia de financiamento do IGCP para 2017, que surgem numa altura em que as taxas das obrigações nacionais

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 09.01.2017

O que é que é IB?

surpreso 09.01.2017

Gastem a "almofada",ou querem-na para

pertinaz 09.01.2017

ALMOFADA??? VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

Anónimo 09.01.2017

Ainda bem que estás a ficar à rasca sua forreta. Desta vez vou sacar todo o investimento em CA e passá-lo para a IB.
Pago 10 USD/mês mas sempre tenho a garantia do capital e a oportunidade de bons negócios, coisa que cá, nem na dívida pública é possível.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub