Petróleo Combustíveis vão ter maior descida em nove meses

Combustíveis vão ter maior descida em nove meses

A forte queda do petróleo nos mercados internacionais vai reflectir-se nos preços dos combustíveis em Portugal a partir de segunda-feira. O gasóleo regista a queda mais acentuada.
Combustíveis vão ter maior descida em nove meses
Reuters
Nuno Carregueiro 04 de Novembro de 2016 às 11:13

Os preços dos combustíveis vão registar uma descida acentuada a partir da próxima segunda-feira nos postos de abastecimento em Portugal, reflectindo a forte desvalorização da matéria-prima nos mercados internacionais ao longo desta semana.

 

Os cálculos do Negócios, com base nas cotações disponíveis na Bloomberg, apontam para uma descida de 3,5 cêntimos no preço de venda do gasóleo a partir de segunda-feira. A confirmar-se, será a queda mais acentuada neste combustível desde a penúltima semana do ano passado.

 

A gasolina também desce, mas de forma menos acentuada. A evolução das cotações da matéria-prima aponta para uma redução de 2 cêntimos por litro, o que representa a baixa mais forte desde a última semana de Janeiro.

 

A maior queda nos preços dos combustíveis em Portugal no espaço de nove meses vai anular cinco semanas consecutivas de agravamento dos preços, que regressam assim aos níveis que se verificavam no início de Outubro.

 

De acordo com a Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), na passada segunda-feira o preço médio de venda do gasóleo simples era de 1,189 euros, pelo que tem margem para descer para 1,15 euros na próxima semana. Já o litro da gasolina simples deverá ficar com um preço médio abaixo de 1,39 euros.

 

A descida de preços esta semana reflecte a descida das cotações das matérias-primas nos mercados internacionais. A tonelada métrica do gasóleo (em euros), desceu 8,5%, enquanto a queda da tonelada métrica da gasolina aproximou-se de 4%.

 

Estas descidas reflectem a queda do petróleo nos mercados, numa semana em que alguns países membros da OPEP deram sinais de divergência sobre os cortes na produção e as reservas de crude nos EUA aumentaram de forma acentuada. O factor cambial (o euro recuperou terreno face ao dólar) também contribuiu para a descida mais acentuada dos combustíveis para os consumidores portugueses.




A sua opinião14
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
johnny Há 3 semanas

Foi uma descida tao grande tao grande que nas bombas do Jumbo desceu apenas 1 cêntimo (95)

novo grafico Há 3 semanas

é pena o grafico não ter mais uma linha com a evolução do preço do petroleo e outra com a evolução da cotação do refinado nos mercados mundias

beachboy Há 4 semanas

...o Jornal de negócios agora também participa na farsa!...
...gasolina desce 2 centimos...
...e o título da notícia é:
Combustíveis vão ter maior descida em nove meses...
...como se se acontecesse algo de relevante!...
...já não há capacidade de escrever?...
...alguém estranhava que com a liberalização os preços aumentavam...
...há liberalização mas não há concorrência!...
...existe a Galp e os outros intervinientes servem apenas para dizer que há outros fornecedores no mercado...
...mas não estão cá para disputar o mercado...
...são apenas elementos decorativos...

Anónimo Há 4 semanas

Eu ainda não percebi para que foi liberalizado o preço dos combustíveis , 1º diziam que com a liberalização os preços baixavam mas , o que se verificou foi ao contrário . 2º nós íamos para qualquer parte do PAÍS o preço ás vezes variava mas era de marca para marca , mas hoje não é assim depende d

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub