Mercados Conversas gravadas e "research" pagos. Saiba o que muda em 2018
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Conversas gravadas e "research" pagos. Saiba o que muda em 2018

O início do ano coincide com a entrada em vigor de um verdadeiro furacão de alterações legislativas, que visam reforçar a protecção dos investidores. Maior e melhor informação, regras para a execução de ordens e muito mais.
Conversas gravadas e "research" pagos. Saiba o que muda em 2018
Reuters
Patrícia Abreu 27 de dezembro de 2017 às 09:00

Figura do produtor e do distribuidor
As novas regras delimitam as funções e deveres dos produtores e distribuidores dos produtos financeiros, de modo a assegurar a máxima transparência e evitar situaç)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Bem Prega Frei Tomaz, fazei o que ele diz… Há 2 semanas

Bem Prega Frei Tomaz, fazei o que ele diz...mas não o que ele faz !
Por exemplo:
O que é que tem sido feito concretamente para garantir a independência das Gestoras de Fundos de investimento, implementando o que (supomos) continuará previsto na legislação comunitária de não consentir o desempenho de cargos de administração nas Gestoras dos Fundos a empregados dos bancos accionistas dessas gestoras, e comercializadores dos seus produtos ?
(Isto naturalmente para assegurar que, na Gestão dos Fundos, não se repercutam pressões e influências subtis para, mais do que os interesses dos clientes que devem sempre prevalecer, se tomem em conta os interesses da entidade patronal de que se continua a depender e de que não deixa de depender o futuro profissional)
E como é que se pode tolerar que haja casos de administrações de Gestoras de ativos com mandatos terminados há 2 anos, responsáveis por biliões de € de ativos, e que " os dias vão correndo, como em dias que já vão distantes" ?!

comentários mais recentes
Bem Prega Frei Tomaz, fazei o que ele diz… Há 2 semanas

Bem Prega Frei Tomaz, fazei o que ele diz...mas não o que ele faz !
Por exemplo:
O que é que tem sido feito concretamente para garantir a independência das Gestoras de Fundos de investimento, implementando o que (supomos) continuará previsto na legislação comunitária de não consentir o desempenho de cargos de administração nas Gestoras dos Fundos a empregados dos bancos accionistas dessas gestoras, e comercializadores dos seus produtos ?
(Isto naturalmente para assegurar que, na Gestão dos Fundos, não se repercutam pressões e influências subtis para, mais do que os interesses dos clientes que devem sempre prevalecer, se tomem em conta os interesses da entidade patronal de que se continua a depender e de que não deixa de depender o futuro profissional)
E como é que se pode tolerar que haja casos de administrações de Gestoras de ativos com mandatos terminados há 2 anos, responsáveis por biliões de € de ativos, e que " os dias vão correndo, como em dias que já vão distantes" ?!

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub