Crédito Crédito ao consumo com o menor crescimento desde 2014

Crédito ao consumo com o menor crescimento desde 2014

Nunca se concedeu tanto crédito ao consumo como actualmente. Mas o ritmo de crescimento está a abrandar, registando mesmo o aumento mais moderado desde 2014, que ainda assim continua a ser de dois dígitos.
Crédito ao consumo com o menor crescimento desde 2014
Reuters
Sara Antunes 15 de fevereiro de 2018 às 15:52

Os bancos e financeiras emprestaram um total de 6,7 mil milhões de euros em crédito ao consumo ao longo de 2017, um novo valor recorde, revelam os dados divulgados esta quinta-feira, 15 de Fevereiro, pelo Banco de Portugal. Este montante corresponde a um aumento de 12,6% face ao ano anterior.

 

Apesar de se verificar um ritmo de crescimento acima dos dois dígitos, 2017 representa o ritmo de aumento da concessão de crédito ao consumo mais moderado desde 2014.

 

Já na semana passada foram conhecidos os empréstimos ao consumo concedidos pelos bancos, que totalizam 4,22 mil milhões de euros. A informação que hoje é revelada acrescenta as operações provenientes de financeiras, que emprestaram assim cerca de 2,5 mil milhões de euros.

 

O destino de financiamento que mais pesa é o crédito automóvel para viaturas usadas, com reserva de propriedade, que representou quase um quarto dos valores totais financiados.

 

Cartões de crédito e descoberto caem quase 10% em Dezembro

 

O ano foi de evolução positiva na generalidade dos destinos de financiamento no acumulado do ano. Já isolando o último mês do ano, o cenário é diferente. No último mês do ano foram concedidos cerca de 601 milhões de euros, o que corresponde a uma queda de 8,9% face ao mês anterior.

 

Por destinos de financiamento, o que mais caiu foi o que inclui cartões de crédito e descobertos, tendo sido concedido 91,4 mil euros, menos 9,3% do que no mês anterior. Esta é a queda mais acentuada desde Junho.




pub