Bolsa CTT afundam 30% em três dias com 16% do capital negociado

CTT afundam 30% em três dias com 16% do capital negociado

As acções dos CTT mantiveram a tendência de forte queda nesta última sessão da semana. Em três dias, os CTT perderam 30% do seu valor, tendo trocado de mãos 16% do capital dos correios.
CTT afundam 30% em três dias com 16% do capital negociado
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 03 de novembro de 2017 às 17:11

Esta foi uma semana "horribilis" para os CTT. Na terça-feira, 31 de Outubro, apresentou os resultados. Os lucros caíram, as previsões deterioraram-se e houve um anúncio de corte de dividendos.

 

Analistas e investidores não demoraram a reagir. Na quarta-feira as acções afundaram, registando a maior queda de sempre, com o segundo maior volume de sempre (só superado pelo dia de estreia). E assim continuaram até esta sexta-feira.

 

No acumulado dos três dias, as acções perderam 29,6%, fechando a semana a valer 3,561 euros, tendo tocado no valor mais baixo de sempre esta sexta-feira (3,55 euros).

 

E nestes últimos três dias trocaram de mãos 16% das acções dos correios, algo que é expressivo e que está em linha com a previsão do CaixaBI sobre mudanças na estrutura accionista. Tendo em conta os actuais preços no mercado, o elevado capital disponível em bolsa para negociação e o potencial de desenvolvimento noutras áreas de negócio (Banco CTT), o CaixaBI considera ser fácil antecipar uma "enorme mudança na estrutura accionista" da instituição.  

 

Para se perceber melhor a dimensão, esta sexta-feira trocaram de mãos 4,77 milhões de acções dos CTT, tendo sido o menor volume dos últimos três dias, o que compara com os 831,07 mil títulos negociados em média por dia nos últimos seis meses.

 

A marcar estes últimos dias esteve, além dos anúncios da empresa, cortes de avaliação por parte de várias casas de investimento significativos, o que acentua a queda das acções. 




Saber mais e Alertas
pub