Bolsa CTT sobem mais de 3% e levam PSI-20 para terreno positivo

CTT sobem mais de 3% e levam PSI-20 para terreno positivo

A bolsa nacional está a contrariar as perdas na Europa, impulsionada pela valorização superior a 3% dos CTT e de 1,5% da Galp Energia. O BCP, no vermelho, impede maiores ganhos.
CTT sobem mais de 3% e levam PSI-20 para terreno positivo
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 30 de maio de 2017 às 10:32

Depois de ter iniciado a sessão no vermelho, a bolsa nacional já inverteu para terreno positivo, impulsionada pelos CTT e pela Galp Energia. Nesta altura, o PSI-20 ganha 0,37% para 5.246,00 pontos, com 11 cotadas em alta, sete em queda e uma inalterada.

 

Entre as principais praças europeias, Lisboa é a única que seguem em alta. As acções do Velho Continente negoceiam em terreno negativo pela quarta sessão consecutiva, penalizadas sobretudo pelo sector da banca. Aqui, destaca-se o BNP Paribas, com uma desvalorização de 5%.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 0,20% para 390,48 pontos.

 

Na bolsa nacional, os CTT ganham 3,27% para 5,553 euros, enquanto a Galp Energia valoriza 1,52% para 13,99 euros. A petrolífera contraria, desta forma, a evolução dos preços do petróleo nos mercados internacionais, já que, tanto em Londres como em Nova Iorque, a matéria-prima regista descidas em torno de 0,5%.

 

Ainda no sector da energia, a EDP sobe 0,06% para 3,188 euros, a REN valoriza 0,85% para 2,843 euros e a EDP Renováveis cai 0,20% para 6,937 euros.

 

A contribuir para a subida do PSI-20 estão ainda a Jerónimo Martins, a Mota-Engil e a Semapa. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos soma 0,75% para 17,455 euros, no dia em que o Haitong elevou o preço-alvo para as acções para 16,60 euros e manteve a recomendação em "neutral". Apesar disso, a nova avaliação ainda é inferior á cotação actual, pelo que traduz um potencial de desvalorização de 5,1%.

 

A Mota-Engil ganha 1,71% para 2,738 euros e a Semapa soma 0,52% para 16,425 euros.

 

Do lado das descidas destaca-se o BCP, com uma desvalorização de 0,83% para 22,61 cêntimos, que está a impedir maiores ganhos do principal índice nacional.

 

Fora do PSI-20, a Teixeira Duarte afunda 4,96% para 34,5 cêntimos, depois de a empresa ter anunciado uma redução das perdas para 8,66 milhões de euros no primeiro trimestre do ano. 




A sua opinião45
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
BCP 30.05.2017

O que eu mais queria da minha vida era ser tão inteligente como o Invrstidor e outros afins para poder ganhar mt dinheiro no BCP e tb gabar-me disso (chuiff). Nem sei como é q vou sobreviver a isto (chuif)

Re: á quem pense que o BCP 30.05.2017

HÁ quem não saiba a língua de Camões e, ainda assim, não se coíbe de grunhir no teclado. HÁ quem esteja com inveja de quem está a ganhar muito dinheiro no BCP. HÁ Kompensan nas farmácias.

á quem pense que o BCP 30.05.2017

vai ser sempre a subir! Pois, no passado também foi assim após os inumeros aumentos de capital e a destruição maciça de capital... mas não haja ilusões, quando menos esperam vai começar a cair... é que o dinheiro não cresce nas árvores e alguém vai ter que pagar! Quem? Os acionistas pois claro!

Anónimo 30.05.2017

Pena a Jeronimo já estar tão cara ! Que" bailinho" à sonae ! Daa-se !

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub