Bolsa Direitos do BCP arrancam esta quinta-feira com valor teórico acima de 1 euro  

Direitos do BCP arrancam esta quinta-feira com valor teórico acima de 1 euro  

As acções do BCP regressaram aos cêntimos, mas os direitos de subscrição do aumento de capital deverão arrancar acima de 1 euro.
Direitos do BCP arrancam esta quinta-feira com valor teórico acima de 1 euro  
Nuno Carregueiro 18 de janeiro de 2017 às 19:09

Começam esta quinta-feira a negociar em bolsa 944.624.372 direitos de subscrição do aumento de capital do Banco Comercial Português. Tendo em conta a cotação de fecho das acções esta quarta-feira (subiram 0,62% para 16,1 cêntimos), os direitos partem para a bolsa com uma cotação teórica de 1,005 euros.

 

Um valor bem superior à cotação teórica que resultava da cotação do dia do anúncio do aumento de capital, a 9 de Janeiro (88,8 cêntimos), bem como dia em que as acções ajustaram em bolsa para reflectir o destaque dos direitos (66,48 cêntimos, a 16 de Janeiro).

 

A subida expressiva da cotação teórica dos direitos reflecte a forte subida das acções na terça-feira (mais de 15%), que tem um impacto superior no caso dos direitos dado que estes títulos têm uma alavancagem bem superior às acções.

 

Com o arranque da negociação dos direitos, deverá a aumentar a volatilidade das acções, já que os dois títulos tenderão e transaccionar em equilíbrio.  À cotação das acções corresponde um valor teórico dos direitos e vice-versa, pelo se os direitos negociarem em queda, as acções seguirão o mesmo caminho.

 

São dois os factores que mais deverão determinar a evolução dos direitos. A pressionar em baixa deverá estar o facto de muitos accionistas que não pretendem acompanhar o aumento de capital terem de vender estes títulos em bolsa. Por outro lado, a Fosun vai ter que comprar mais de 134 milhões de direitos para cumprir a promessa de reforçar no BCP para 30% neste aumento de capital.

 

Será esta relação de forças entre os investidores que querem baixar vs reforçar posição no BCP que ditará o rumo dos direitos no mercado. Estes títulos vão negociar em bolsa até 30 de Janeiro, sendo que o período de exercício termina a 2 de Fevereiro. Cada direito permite a compra de 15 acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma.

 

Para simular a sua carteira e saber quais os valores teóricos das acções e dos direitos face aos valores a que estão a negociar em bolsa, utilize a calculadora do Negócios.

 


A sua opinião19
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Sousa 19.01.2017

Para já decorre como previsto: forte queda dos direitos no inicio porque há muitos tolos a despachar os seus direitos logo na abertura. A FOSUN que tem de comprar 145 milhões de direitos, agradece.

Criador de Touros 18.01.2017

Mas tenho pena dos que ficaram sem nada.

Criador de Touros 18.01.2017

Eu tenho uma teoria que já aqui confirmei: os anónimos e os nicks simplórios não sabem nada, mas andam sempre à cata de saber. São burros ? Não, mas parecem.

Criador de Touros 18.01.2017

Porque é que não aparecem aqui nicks com QI ? Dá muito trabalho, fazer trading é mais fácil...Estes tugas são hilariantes !!

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub