Bolsa Direitos do BCP disparam quase 10% e levam acções para ganhos

Direitos do BCP disparam quase 10% e levam acções para ganhos

Na terceira sessão em que os direitos de subscrição do aumento de capital negoceiam destacados das acções, o dia continua a ser de ganhos tanto para os direitos como para as acções do BCP.
Direitos do BCP disparam quase 10% e levam acções para ganhos
.

A negociação dos direitos de subscrição do aumento de capital do BCP dispara esta segunda-feira, 23 de Janeiro, em bolsa, depois de na sexta-feira passada terem estado a valorizar quase 30%.

Os ganhos já atingiram esta manhã os 12,8%, a valer cada um dos direitos 9,25 cêntimos, arrastando consigo as acções para uma valorização máxima de 4,63% e levando cada um destes título a valer 16,48 cêntimos.

Apesar da subida dos direitos, os títulos continuam "baratos" face às acções, no caso menos de metade do valor, uma situação de desequilíbrio que se tem verificado nos últimos dias de negociação.

As acções do banco liderado por Nuno Amado avançam 1,14% para 15,93 cêntimos, enquanto os direitos escalam 9,76% para 90 cêntimos.

À cotação actual das acções (15,93 cêntimos), corresponde um valor teórico dos direitos de 97,95 cêntimos. Já à cotação dos direitos (90 cêntimos), corresponde um valor teórico das acções de 15,40 cêntimos.

As acções estão ligeiramente mais caras que o preço que resulta do valor em bolsa dos direitos (mais 3,44%), o que poderá colocar pressão adicional sobre os títulos.

A contribuir para a recuperação das acções e dos direitos na sessão de sexta-feira terão estado dois factores. A proibição pela CMVM da venda a descoberto das acções, depois de os títulos terem recuado mais de 10% no dia anterior. E o facto de a Fosun, para aumentar a posição dos 16,7% para os 30% pretendidos, ter de comprar direitos de subscrição em bolsa.

Os direitos negoceiam em bolsa até dia 30 de Janeiro, terminando a 2 de Fevereiro o período de exercício. Cada direito permite a compra de 15 acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma, no âmbito do aumento de capital de 1.332 milhões de euros.

 




(Notícia actualizada às 10:52 com novas cotações; título alterado para reflectir valores actualizados dos direitos e acções)

A sua opinião50
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 23.01.2017

Há muito q não comento aqui. Mas ver o Criador de Touros de regresso é um excelente sinal para os investidores. Tem estado muito bem com comentários assertivos e a acompanhar a evolução da cotação em live mode. Parabéns ao Criador de Touros e ao Sousa que tb tem estado excelente. Continuem que os pequenos investidores agradecem.

Anónimo 23.01.2017

Há muito q não comento aqui. Mas ver o Criador de Touros de regresso é um excelente sinal para os investidores. Tem estado muito bem com comentários assertivos e a acompanhar a evolução da cotação em live mode. Parabéns ao Criador de Touros e ao Sousa que tb tem estado excelente. Continuem que os pequenos investidores agradecem.

nelinho 23.01.2017

Alguma opinião para só apresentarem os resultados de 2016 após o AC???

Criador de Touros 23.01.2017

Sr. Pescador short, veja lá não se baralhe com este intraday e leilão final.

ver mais comentários
pub