Bolsa Direitos do BCP disparam perto de 20% e puxam pelas acções

Direitos do BCP disparam perto de 20% e puxam pelas acções

Apesar da forte subida dos direitos, as acções ainda permanecem em desequilíbrio, transaccionando “caras” face aos títulos que começaram ontem a negociar em bolsa.
Direitos do BCP disparam perto de 20% e puxam pelas acções
Nuno Carregueiro 20 de janeiro de 2017 às 10:52

Depois de um primeiro dia de negociação em forte queda, os direitos estão a disparar esta sexta-feira na bolsa portuguesa, contribuindo para a recuperação das acções.

 

Os direitos têm acelerado os ganhos ao longo da sessão e sobem já 18,91% para 76,1 cêntimos. As acções acompanham à distância e ganham 6,52% para 15,2 cêntimos.

 

Apesar da subida dos direitos está a ser bem mais forte, estes títulos continuam "baratos" face às acções, uma situação de desequilíbrio que se verifica desde a negociação simultânea em bolsa.

 

À cotação das acções (15,2 cêntimos), corresponde um valor teórico dos direitos de 87 cêntimos. Já à cotação dos direitos (76,1 cêntimos), corresponde um valor teórico das acções de 14,47 cêntimos.

 

As acções permanecem cerca de 5% mais caras do que o preço que resulta do valor em bolsa dos direitos, um factor que poderá colocar pressão adicional sobre os títulos.

 

A contribuir para a recuperação das acções e dos direitos estarão dois factores. A CMVM proibiu a venda a descoberto das acções na sessão desta sexta-feira, reagindo ao facto de ontem as acções terem recuado mais de 10%.

 

Por outro lado, a Fosun terá que comprar direitos de subscrição em bolsa para conseguir elevar a posição no BCP de 16,7% para 30% neste aumento de capital.

  

Os direitos vão negociar em bolsa até 30 de Janeiro, sendo que o período de exercício termina a 2 de Fevereiro. Cada direito permite a compra de 15 acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma. Aqui pode acompanhar a cotação dos direitos.  E aqui das acções

(notícia actualizada com novas cotações)




A sua opinião37
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Criador de Touros 20.01.2017

Não é patentes, mas parentes...já corrigi, mas não aparece na minha máquina.

Criador de Touros 20.01.2017

Gostei de ler agora o comentário do Omura no Caldeirão da Bolsa/BCP sobre a posição da Sonangol e os seus silêncios. Há por aqui comentários interessantes, não esquecendo o Sousa, que esteve muito bem todo o dia: se o seu Sousa for medieval/sec. XII, somos parentes longínquos, mas patentes. O mesmo para o nosso PR Marcelo Rebelo de Sousa. Eu não tenho Sousa no BI, mas vou aos Sousas antigos. Nem todos os Sousas vão aos Sousas dos séc. XII/XI. Todos portugueses que têm cá em Portugal raízes antigas e nomes antigos, o mais certo é terem grandes pergaminhos e até ligações à Casa Real Portuguesa. Este é dos assuntos mais fascinantes que conheço. Quem pensa que é pequeno, poderá ter raízes bem grandiosas. VIVA O REI !! VIVA PORTUGAL !!

Criador de Touros 20.01.2017

Últimos minutos de trading...0.8020...37.4 M direitos transacionados hoje, mais os quase 30M ontem. Assim sabemos onde está a Fosun. Gostei da contenção dos accionistas hoje no neg. dos direitos.Cumprimentos e bons negócios

Criador de Touros 20.01.2017

Isso a 2 seria fantástico, mas ...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub