Bolsa Dow Jones supera os 25 mil pontos pela primeira vez em dia de recordes em Wall Street

Dow Jones supera os 25 mil pontos pela primeira vez em dia de recordes em Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos estão a prolongar o optimismo da sessão europeia, com os três grandes índices em novos máximos históricos.
Dow Jones supera os 25 mil pontos pela primeira vez em dia de recordes em Wall Street
Bloomberg
Rita Faria 04 de janeiro de 2018 às 14:41

Os principais índices norte-americanos estão a marcar novos máximos históricos esta quinta-feira, 4 de Janeiro, na terceira sessão consecutiva de ganhos em Wall Street. O Dow Jones superou a marca dos 25 mil pontos um dia depois de o S&P500 ter fechado acima dos 2.700,00 pontos.

 

Nesta altura, o índice industrial ganha 0,37% para 25.015,19 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq soma 0,44% para 7.096,28 pontos. Já o S&P500 valoriza 0,26% para 2.720,19 pontos. Os três negoceiam em novos recordes.

 

Além das perspectivas positivas para a economia em 2018, as acções estão a ser animadas pelos dados sobre a criação de emprego no sector privado, nos Estados Unidos.

 

Esta quinta-feira, o relatório da ADP mostra que os empregadores privados criaram 250 mil postos de trabalho em Dezembro, a maior subida mensal desde Março, e muito acima das estimativas dos economistas consultados pela Reuters que apontavam para um acréscimo de 190 mil. Na sexta-feira, serão divulgados os dados oficiais sobre a criação de emprego.

 

"Os dados económicos de amanhã não serão tremendamente espectaculares, mas o que estamos a ver é um crescimento muito positivo, um bom cenário económico que dá às pessoas mais confiança nos lucros das empresas", afirma Aaron Anderson, vice-presidente de research da Fisher Investments, citado pela Reuters.

 

As acções da J.C. Penney descem 2,16% para 3,62 dólares , depois de a empresa ter revelado que as suas vendas comparáveis subiram 3,4% em Novembro e Dezembro.

 

Já a Macy’s cai 3,12% para 24,54 dólares, penalizada pela notícia de que as vendas subiram apenas 1% nos últimos dois meses de 2017 e que a empresa vai cortar cerca de 300 milhões de dólares em custos.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
MILENIUM BCP : ELA VEM AI Há 2 semanas

NÃO se esqueçam que ao FALIDO e INSOLVENTE montepio foi a 1 EURO por ação

pub