Bolsa EDP e Jerónimo caem mais de 1% e pesam na bolsa

EDP e Jerónimo caem mais de 1% e pesam na bolsa

A bolsa nacional fechou em queda pela primeira vez em quatro sessões. Determinantes para este desempenho foram a EDP e a Jerónimo Martins, ambas a descerem mais de 1%. Do lado oposto esteve a Galp, num dia em que o petróleo superou pela primeira vez os 70 dólares por barril.
EDP e Jerónimo caem mais de 1% e pesam na bolsa
Pedro Catarino/CM
Sara Antunes 11 de janeiro de 2018 às 16:43

O PSI-20 desceu 0,24% para 5.644,26 pontos, numa sessão em que 11 cotadas desceram e sete subiram. A bolsa nacional fechou assim pela primeira vez em quatro sessões em queda. No resto da Europa, a tendência não é uniforme. Há bolsas a subirem e outras a caírem, num dia em que está a ser marcado pela publicação dos relatos da última reunião do Banco Central Europeu (BCE), que sugerem que o banco central poderá acelerar a redução dos estímulos à economia.

O BCE poderá acelerar a retirada de estímulos à economia, de acordo com os relatos da última reunião, publicados esta quinta-feira, 11 de Janeiro. Esta perspectiva está a condicionar a negociação nos mercados. O euro está a subir quase 1% e a negociar acima de 1,20 dólares, os juros estão a subir na Alemanha e a cair em Portugal e as bolsas seguem com variações entre uma subida de 1,24%, da bolsa grega, e uma queda de 0,57%, da bolsa alemã.

Na bolsa nacional, as quedas da EDP e da Jerónimo Martins foram determinantes para o desempenho da bolsa. A eléctrica recuou 1,16% para 2,886 euros, enquanto a retalhista, que revela ainda hoje as vendas preliminares referentes a 2017, desceu 1,10% para 16,575 euros. 

Do lado oposto, destaque para a Galp Energia, que subiu 1,15% para 16,28 euros, no dia em que os preços do petróleo superaram os 70 dólares por barril pela primeira vez desde Dezembro de 2014. 

Ainda a pesar na bolsa nacional esteve o BCP, ao perder 0,56% para 0,3008 euros, bem como a Nos, que recuou 0,45% para 5,555 euros.

Já a evitar uma queda mais pronunciada da bolsa esteve a Mota-Engil, que subiu 1,27% para 4,00 euros.


(Notícia actualizada às 16:51 com mais informação)




Saber mais e Alertas
pub