Obrigações EDP lança oferta para recomprar até 500 milhões de dólares em dívida  

EDP lança oferta para recomprar até 500 milhões de dólares em dívida  

A oferta visa "aumentar a maturidade média da dívida" e "reduzir o montante da dívida bruta".
EDP lança oferta para recomprar até 500 milhões de dólares em dívida  
Nuno Carregueiro 29 de novembro de 2017 às 18:40

A Energias de Portugal anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma oferta para aquisição de títulos de dívida emitidos em dólares, numa operação onde vai gastar um máximo de 500 milhões de dólares em dinheiro.

 

Em comunicado à CMVM, a empresa liderada por António Mexia diz que esta "oferta enquadra-se nas iniciativas destinadas a optimizar a carteira de passivos da EDP e aumentar a maturidade média da sua dívida, utilizando liquidez disponível para reduzir o montante da dívida bruta".

 

Os termos da oferta aos investidores que detêm estes títulos não foram revelados neste comunicado.

 

São duas as emissões alvo da oferta. Uma com maturidade em Outubro de 2019, com uma taxa de cupão de 4,9% e que tem 969 milhões de dólares dispersos pelos investidores. E uma segunda, de 750 milhões de dólares, que foi emitida com uma taxa de cupão de 4,125% e chega à maturidade em Janeiro de 2020.  

 

A EDP chegou a Setembro com uma dívida líquida de 15,1 mil milhões de euros, abaixo dos 15,97 mil milhões de euros registados um ano antes.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Mexia continua a pedalar para não cair. Ponzi?

Anónimo Há 1 semana

A EDP ESTÁ A TIRAR A VIGILÂNCIA HUMANA DAS BARRAGENS NAS GRANDES BARRAGENS DO NORTE. EXIGE-SE QUE O GOVERNO OBRIGA ESTA EMPRESA A CUMPRIR A LEI E PROTEGER OS CIDADÃOS E EVITE NOVAS TRAGÉDIAS.QUE PEDRÓGÃO TENHA SERVIDO PARA MENTALIZAR ESTA GENTALHA,A REDUÇÃO DE CUSTO POR VEZ TEM EFEITOS CATASTRÓFICOS