Bolsa Eleições britânicas e depoimento de Comey mantêm Wall Street na expectativa

Eleições britânicas e depoimento de Comey mantêm Wall Street na expectativa

As principais praças dos Estados Unido abriram em alta ligeira, numa altura em que os investidores preferem não arriscar antes de conhecer os resultados das eleições britânicas e o impacto do depoimento de James Comey no Senado, dois eventos agendados para esta quinta-feira.
Eleições britânicas e depoimento de Comey mantêm Wall Street na expectativa
Reuters
David Santiago 07 de junho de 2017 às 14:35

O índice Dow Jones abriu a sessão desta quarta-feira, 7 de Junho, a subir 0,16% para 21.170,32 pontos, seguido pelo Nasdaq Composite a crescer 0,27% para 6.292,301 pontos, e pelo Standard & Poor’s 500 a ganhar 0,13% para 2.432,51 pontos. Wall Street abriu assim a registar ganhos ligeiros, recuperando parte das perdas das últimas sessões, em que os investidores a mostraram aversão ao risco perante a proximidade de dois eventos cujos impactos são ainda imprevisíveis.

 

Esta quinta-feira, 8 de Junho, decorrem as eleições gerais no Reino Unido, sendo cada vez mais forte a possibilidade de o Partido Conservador da primeira-ministra Theresa May perder a maioria actualmente detida no Parlamento.

 

Amanhã é também o dia em que o antigo director do FBI, James Comey, vai falar no comité dos serviços de informação do Senado americano sobre as investigações abertas às conexões do presidente Donald Trump e respectiva administração à Rússia.

 

Será a primeira aparição pública de Comey desde que o antigo chefe do FBI foi demitido por Trump, numa altura em que a agência tinha já iniciado a investigação às ligações da actual administração à Rússia. O impacto do testemunho de Comey é ainda desconhecido, mas os investidores temem que provoque uma perda de foco da Casa Branca relativamente ao ainda por colocar no terreno plano económico de Trump.

 

Outro evento com relevância que terá lugar esta quinta-feira é o encontro do Banco Central Europeu (BCE), havendo a expectativa de que a autoridade monetária europeia reitere o plano de expansão económica actualmente em curso.

Neste início de sessão um dos destaques cabe à Keysight que abriu a somar 3,53% para 41,67 dólares, tendo já tocado nos 41,99 dólares por acção, um máximo de sempre, depois de a cotada ter estimado resultados que superaram as previsões dos analistas. 

Nota ainda para a Vaneck Vectors que abriu a avançar 1,85% para 30,20 dólares.


(Notícia actualizada às 14:47)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub