Mercados Empresa de Champalimaud já gastou 6,5 milhões a reforçar nos CTT

Empresa de Champalimaud já gastou 6,5 milhões a reforçar nos CTT

A Gestmin está a comprar acções dos CTT em todas as sessões, sendo que desde 29 de Dezembro já investiu 6,5 milhões de euros.  
Empresa de Champalimaud já gastou 6,5 milhões a reforçar nos CTT
Nuno Carregueiro 17 de janeiro de 2018 às 17:24

A Gestmin, holding de Manuel Champalimaud, continua a reforçar no capital dos CTT, comprando acções da empresa onde é maior accionista, numa base diária.

 

De acordo com um comunicado da cotada, a Gestmin comprou 382.675 acções nas sessões de 11 de 12 de Janeiro, num investimento de 1,44 milhões de euros.

 

A empresa de Manuel Champalimaud está há cerca de três semanas a comprar acções dos CTT em todas as sessões, um movimento que surge depois de os títulos terem recuado mais de 40% em 2017 e de no final no ano a empresa ter apresentado um plano de reestruturação que pressupõe o corte de 800 postos de trabalho.

 

Entre as sessões de 29 de Dezembro e 4 de Janeiro comprou quase 500 mil acções num investimento de perto de 2 milhões de euros. Entre as sessões de 5 e 10 de Janeiro comprou 832 mil acções e gastou 314 milhões de euros.

 

Contas feitas, em cerca de três semanas a Gestmin investiu 6,5 milhões de euros para reforçar nos CTT, onde já ocupava a posição de maior accionista. Agora detém 18.260.787 acções da cotada liderada por Francisco Lacerda, que correspondem a 12,17% do capital. 




pub