Espanha ofusca bons dados económicos nos EUA e penaliza Wall Street
25 Maio 2012, 21:09 por Carla Pedro | cpedro@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
As bolsas norte-americanas fecharam a última sessão da semana em queda, pressionadas sobretudo pelos receios de que os governos regionais de Espanha estejam a ter problemas adicionais com as suas finanças.
Os mercados accionistas do outro lado do Atlântico encerraram em baixa, com os receios em torno das finanças de Espanha a ofuscarem o optimismo perante o anúncio de que a confiança dos consumidores norte-americanos aumentou para o nível mais alto desde 2007.

O Executivo espanhol, liderado por Mariano Rajoy, está a analisar os pedidos dos governos regionais no sentido de os ajudarem a ter acesso aos mercados de capitais. “Tratam-se de mecanismos complexos, que têm de ser analisados com todas as suas dificuldades e complexidades”, disse a vice-primeira ministra, Soraya Saenz de Santamaria, citada pela Bloomberg.

O índice industrial Dow Jones terminou a perder 0,60%, fixando-se nos 12.454,83 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq desvalorizou 0,07%, a negociar nos 2.837,53 pontos.

O S&P 500, por seu lado, recuou 0,25% para se estabelecer nos 1.317,33 pontos.

Os sectores financeiro, industrial e das matérias-primas foram os que registaram o pior desempenho. O JPMorgan Chase, a Boeing e a Chevron lideraram as perdas nestes sectores.

O Facebook também cedeu terreno, depois de duas sessões de subidas.

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: