Obrigações Estado pede até 1.250 milhões emprestados na quarta-feira

Estado pede até 1.250 milhões emprestados na quarta-feira

O Tesouro português vai colocar no mercado obrigações do Tesouro que terá de reembolsar em Abril de 2027. É o regresso ao mercado de longo prazo, depois de ter baixado os custos de financiamento no leilão de Outubro.
Estado pede até 1.250 milhões emprestados na quarta-feira
Pedro Elias
Diogo Cavaleiro 03 de novembro de 2017 às 13:22

O Estado português vai pedir entre 1.000 e 1.250 milhões de euros emprestados a investidores na próxima quarta-feira. As obrigações do Tesouro que serão leiloadas têm reembolso previsto para daqui a nove anos e meio.

 

"O IGCP, E.P.E. vai realizar no próximo dia 8 de Novembro pelas 10:30 horas um leilão da OT com maturidade em 14 de Abril de 2027, com um montante indicativo entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros", anuncia uma nota divulgada pela autoridade que gere a dívida pública portuguesa.

 

No programa de financiamento para o quarto trimestre, o Tesouro liderado por Cristina Casalinho (na foto) previa leilões de obrigações do Tesouro, precisamente com aquele intervalo de montante a arrecadar.

 

Na última emissão de obrigações do Tesouro, o IGCP colocou 500 milhões de euros em títulos a cinco anos (com uma "yield" média de 0,916%), e 750 milhões adicionais em títulos com maturidade igualmente em Abril de 2027 ("yield" média de 2,327%). Neste último prazo, foi o custo de financiamento mais baixo desde Fevereiro de 2015.

 

A emissão ocorre uma semana antes da segunda e última emissão de bilhetes do Tesouro – de entre 1.250 e 1.500 milhões de euros – prevista para este ano. 




pub