Investidor Privado ETF para seguir a subida da banca

ETF para seguir a subida da banca

O sector financeiro europeu tem merecido a atenção dos analistas. Siga a recuperação do índice do Stoxx 600 para a banca.
ETF para seguir a subida da banca
Patrícia Abreu 31 de outubro de 2017 às 12:30
Depois de terem atravessado um período conturbado durante a crise financeira, os bancos europeus têm vindo a recuperar, sustentados pela melhoria da economia e pela descida do malparado. Apesar do ambientes de taxas negativas, os analistas estão confiantes na recuperação do sector, onde identificam boas oportunidades. Escolha um ETF para seguir o desempenho do índice da banca na Europa.


16%
Desempenho
O índice do sector financeiro europeu regista uma valorização de mais de 16%, em 2017.


O índice da banca do europeu Stoxx 600 quase duplica o desempenho do índice, com uma valorização de 16%. Dos 26 bancos que compõem este agregado, apenas três entidades registam um comportamento negativo este ano, sendo que há dez bancos que disparam mais de 25%, suportados pelas melhores perspectivas para o sector e para a economia na região. Com a política monetária na Europa a iniciar um ciclo de inversão, ainda que muito lento, o foco centra-se mais uma vez no sector.

"O sector financeiro é o mais provável beneficiário com um potencial movimento de subida nas taxas de juro", escreveu recentemente o Credit Suisse, numa nota onde refere a sua preferência pelo sector na Europa.

A expectativa é de que esta mudança ajude o sector a melhorar a rentabilidade e melhorar as condições de negócio, que têm sido castigadas pelo ambiente de juros negativos. "O 'tapering' do BCE deverá aumentar o foco do mercado em empresas que estão mais bem posicionadas para beneficiar com a continuação da recuperação na Zona Euro", acrescenta o banco de investimento, que destaca o bom momento que o sector imobiliário europeu atravessa, o que deverá continuar a suportar a procura por novo crédito.

Mas o risco é alto. Vulnerável a vários riscos, sobretudo regulatórios, o sector financeiro poderá ser mais volátil e registar maiores oscilações ao nível das cotações. Para investidores mais agressivos e com maior capacidade para lidar com momentos de correcção e euforia, o investimento num ETF pode permitir seguir o comportamento dos principais bancos europeus. Além das comissões mais baixas, um índice de fundo permite replicar o desempenho do mercado. Em Portugal, há várias gestoras que vendem estes produtos. A Lyxor, iShares, BNP Paribas, ou o Deutsche Bank disponibilizam ETF sobre o índice da banca do Stoxx 600. 





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub