Bolsa EUA: Bons dados do emprego apontam para subida de juros no dia 13 e animam bolsas

EUA: Bons dados do emprego apontam para subida de juros no dia 13 e animam bolsas

O número de contratações nos Estados Unidos aumentou em Novembro e o rendimento médio à hora também. Estes bons dados do mercado laboral impulsionaram as principais bolsas do outro lado do Atlântico.
EUA: Bons dados do emprego apontam para subida de juros no dia 13 e animam bolsas
Reuters
Carla Pedro 08 de dezembro de 2017 às 21:04

O Dow Jones encerrou a ganhar 0,49% para 24.328,95 pontos e o Standard & Poor’s 500 valorizou 0,55% para 2.651,50 pontos.

 

O tecnológico Nasdaq Composite acompanhou a tendência altista dos seus congéneres, tendo terminado a somar 0,40% para 6.840,08 pontos.

 

As bolsas norte-americanas foram beneficiadas pelo optimismo em torno dos dados de Novembro sobre o mercado laboral, que mostram que a economia norte-americana está a ganhar força, o que intensifica a convicção de que a Fed decidirá subir juros na próxima semana – na reunião de 13 de Dezembro –, o que, a acontecer, será o terceiro aumento das taxas directoras em 2017, tal como a presidente do banco central, Janet Yellen, tinha previsto no início do ano.

 

O número de postos de trabalho aumentou em 228.000 no mês passado nos EUA, contra 200.000 anteriormente. Já o rendimento médio à hora registou uma subida de 0,2% (depois de ter diminuído 0,1% em Outubro).

 

A taxa de desemprego, por seu lado, manteve-se inalterada em 4,1%, em linha com a estimativa média dos analistas inquiridos pela Reuters.

 

Os novos dados, segundo o Departamento norte-americano do Trabalho, mostram que as distorções decorrentes dos recentes furacões que assolaram o país já se dissiparam.

 

A animar a negociação geral esteve sobretudo o sector tecnológico, que é o que melhor desempenho tem no acumulado do ano, com destaque para a Microsoft, Apple e Alphabet (casa-mãe da Google).




pub