Mercados Euribor renovam mínimos históricos pela 19ª sessão consecutiva

Euribor renovam mínimos históricos pela 19ª sessão consecutiva

As taxas interbancárias voltaram hoje a registar quedas em todos os prazos e renovaram mínimos históricos. As Euribor registaram hoje a 19ª sessão de quedas consecutivas.
Andreia Major 26 de Julho de 2012 às 10:46
As Euribor voltaram na sessão de hoje a perder terreno pela 19ª sessão consecutiva.

As taxas interbancárias estão ainda a reagir ao corte da taxa de juro de referência da Zona Euro para um mínimo histórico realizado pelo BCE.

A instituição monetária cortou a taxa de juro para 0,75%, o que corresponde ao valor mais baixo de sempre.

No curto prazo, a taxa a um mês recuou hoje 0,3 pontos base para 0,162%, o que corresponde a um mínimo de todos os tempos. Também no prazo a 3 meses, a Euribor caiu 0,5 pontos base para 0,422%. A taxa interbancária a seis meses cedeu 0,4 pontos base para 0,708%.

A Euribor a nove meses perdeu 0,5 pontos base para 0,853%, e a taxa a doze meses diminuiu 0,6 pontos base para 0,983%.

As descidas das Euribor já se registam de forma contínua desde Dezembro do ano passado, o que tem conduzido à queda das prestações dos créditos à habitação em Portugal. Da mesma forma, também as poupanças têm vindo a registar piores remunerações, dado que estão indexadas às Euribor.

Numa altura em que a fragilidade da Zona Euro permanece, não parece estar no horizonte do BCE uma subida da taxa de juro para já, motivo que também está a contribuir para o desempenho negativo das Euribor.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub