Bolsa Euronext tenta atrair tecnológicas e empresas familiares para o mercado

Euronext tenta atrair tecnológicas e empresas familiares para o mercado

A Euronext está a acompanhar quatro tecnológicas num processo para dar a conhecer os requisitos do mercado de capitais. E tem mantido contactos com empresas familiares.
Euronext tenta atrair tecnológicas e empresas familiares para o mercado
Miguel Baltazar
Rui Barroso 15 de dezembro de 2016 às 15:55

A Euronext quer trazer mais empresas para o mercado de capitais, após a admissão esta quinta-feira da Patris Investimentos no mercado Alternext. Maria João Carioca revelou que a entidade que gere a bolsa portuguesa está a acompanhar quatro empresas tecnológica num processo que tem como objectivo dar a conhecer os requisitos para a entrada no mercado de capitais. Duas dessas empresas estiveram presentes no Web Summit. No entanto, a presidente da Euronext não indicou quais as tecnológicas em causa.

Além daquelas informações sobre o mercado de capitais, a Euronext está também a ajudar essas empresas a darem a conhecer "uma adequada história aos investidores", referiu a ainda presidente da Euronext aos jornalistas após a sessão de admissão da Patris Investimentos no Alternext. Maria João Carioca está de saída da entidade que gere a bolsa nacional para a Caixa Geral de Depósitos.

Outra das prioridades da Euronext é dar a conhecer as vantagens do mercado de capitais às empresas familiares. A entidade que gere a bolsa nacional tem tido contactos com associações de empresas familiares para "criar uma proximidade". Maria João Carioca considera que neste tipo de empresas, que "têm muito potencial", "há necessidades específicas". No entanto, reconhece que ainda "há muito caminho a fazer". 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 15.12.2016

O mercado de capitais de Portugal, tem sido a grande desilusão dos investidores nas empresas portuguesas. Não oferecem confiânça e estão cheias de dívidas.

pub