Bolsa Expectativas em torno de Powell sustentam o optimismo em Wall Street

Expectativas em torno de Powell sustentam o optimismo em Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos estão a negociar com ganhos de quase 0,5% antes do discurso de Jerome Powell no encontro de Jackson Hole.
Expectativas em torno de Powell sustentam o optimismo em Wall Street
Reuters
Rita Faria 24 de agosto de 2018 às 14:39

As bolsas dos Estados Unidos abriram em alta na última sessão da semana, com os investidores a aguardarem o discurso do presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, no encontro de Jackson Hole, que poderá dar pistas sobre o rumo da política monetária.

 

Powell discursa esta sexta-feira às 10:00 locais (15:00 de Lisboa), e a expectativa é que o líder da Fed sinalize mais aumentos dos juros este ano, apoiados na evolução positiva da economia norte-americana, na subida da inflação e na robustez do mercado de trabalho.

 

Nesta altura, o tecnológico Nasdaq ganha 0,43% para 7.911,64 pontos, enquanto o S&P500 valoriza 0,30% para 2.865,59 pontos. Já o industrial Dow Jones sobe 0,30% para 25.734,88 pontos.

 

Espera-se que a Reserva Federal suba os juros em Setembro e mais uma vez em Dezembro, apesar de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter reiterado esta semana as suas críticas á actuação da Reserva Federal. Numa entrevista à Reuters, Trump afirmou que não está "entusiasmado" com a subida dos juros, e que a Fed deveria fazer mais para o ajudar a impulsionar o crescimento económico.

 

Os economistas esperam que o crescimento dos Estados Unidos abrande nos próximos trimestres devido à disputa comercial, depois de ter atingido um máximo de quatro anos entre Abril e Junho.

 

As acções da Autodesk disparam 13,15% para 154,23 dólares, depois de a fabricante de software ter superado as estimativas para as receitas e para os lucros. Pelo contrário, a HP cai 1,95% para 24,17 dólares, penalizada pelos resultados decepcionantes.

 

Os resultados também estão a influenciar as acções da Gap, que desvalorizam 9,55% para 2936 dólares, depois de a empresa ter reportado uma queda maior do que o esperado das vendas comparáveis.

 




pub