Mercados num minuto Fecho dos mercados: Bolsas recuperam. Petróleo e ouro voltam às quedas

Fecho dos mercados: Bolsas recuperam. Petróleo e ouro voltam às quedas

As bolsas europeias foram impulsionadas pela banca e pelo sector automóvel, num dia de perdas para o petróleo e para o ouro, que corrige dos ganhos recentes.
Fecho dos mercados: Bolsas recuperam. Petróleo e ouro voltam às quedas
Bloomberg
Rita Faria 19 de abril de 2017 às 17:14

Os mercados em números

PSI-20 ganhou 0,14% para 4.934,00 pontos

Stoxx600 subiu 0,24% para 377,24 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos recuaram 0,6 pontos base para 3,812%

Euro desce 0,22% para 1,0706 dólares

Brent recua 1,37% para 54,14 dólares por barril


Banca e sector automóvel animam Europa

As bolsas europeias encerraram em alta esta quarta-feira, 19 de Abril, depois de duas sessões consecutivas de perdas, animadas pelas fortes subidas do sector automóvel e da banca.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganhou 0,24% para 377,24 pontos, recuperando parte das perdas provocadas pela tensão geopolítica envolvendo os Estados Unidos e a Coreia do Norte.

 

Por cá, o PSI-20 valorizou 0,14% para 4.934,00 pontos animado sobretudo pelo BCP. O banco liderado por Nuno Amado disparou 5,83% para 18,89 cêntimos.

Juros em queda ligeira em dia de leilão

Os juros da dívida pública portuguesa registaram descidas ligeiras esta quarta-feira, dia em que o IGCP realizou um duplo leilão de dívida de curto prazo, conseguindo colocar os títulos com taxas de juro ainda mais baixas.


O IGCP colocou 300 milhões de euros em bilhetes do Tesouro com maturidade em Julho (três meses), com uma "yield" de -0,266%, que compara com a taxa de -0,219% do leilão de Fevereiro. Emitiu ainda 950 milhões de euros em bilhetes do Tesouro com maturidade em Março de 2018 (11 meses), com uma "yield" de -0,135%, que compara com a taxa de -0,096% do leilão de Fevereiro.

 

Os juros associados às obrigações a dez anos recuaram 0,6 pontos base para 3,812%, contrariando a tendência da generalidade dos países do euro. Em Espanha, os juros subiram 0,7 pontos para 1,677%, em Itália avançaram 1,5 pontos para 2,276% e na Alemanha subiram 4,7 pontos para 0,203%.

 

Euribor a 3, 6, 9 e 12 meses em mínimos históricos

As taxas Euribor desceram hoje a três, seis e 12 meses para níveis mínimos e mantiveram-se a nove meses em relação a terça-feira.

 

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de Abril de 2015, desceu hoje 0,001 pontos, ao ser fixada em -0,332%, actual mínimo de sempre. Já a taxa a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu para -0,251%, menos 0,001 pontos do que na terça-feira e novo mínimo de sempre.     

 

Também a Euribor a 12 meses recuou para -0,123%, novo mínimo de sempre e menos 0,001 pontos do que na terça-feira. No prazo de nove meses, a Euribor manteve-se hoje, ao ser fixada de novo em -0,184%, actual mínimo histórico, registado pela primeira vez em 18 de Abril.

 

Libra cai após três sessões de ganhos

A libra desvaloriza face ao dólar depois de três sessões consecutivas de ganhos, no dia em que o parlamento britânico autorizou, por uma vasta maioria – 522 votos a favor, 13 contra -, o governo a convocar eleições antecipadas para 8 de Junho.

 

A moeda do Reino Unido cai 0,41% para 1,2788 dólares.

 

Por seu lado, o índice que mede o desempenho da nota verde face às principais congéneres está a subir pela primeira vez em cinco sessões.

 

Petróleo cai pela terceira sessão com aumento dos inventários de gasolina

O petróleo está a negociar em queda nos mercados internacionais pela terceira sessão consecutiva, depois de a Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos ter revelado que os inventários de gasolina aumentaram na semana passada pela primeira vez em nove semanas.

 

O aumento de 1,54 milhões de barris foi registado no mesmo período em que as reservas de crude desceram em 1,03 milhões de barris, um valor abaixo do esperado pelos analistas consultados pela Bloomberg, que antecipavam para um declínio de 1,4 milhões.

 

Esta quarta-feira, Mohammad Barkindo, secretário-geral da OPEP, defendeu que as nações produtoras de petróleo estão a caminho de anular o excedente global e que o mercado está próximo do reequilíbrio. Numa conferência realizada em Abu Dhabi, o responsável garantiu ainda que, na próxima reunião do cartel, a 25 de Maio, os membros da OPEP vão decidir se prolongam os cortes na produção para além de Junho.

 

Nesta altura, o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, desce 0,1,34% para 51,71 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, cai 1,37% para 54,14 dólares

 

Ouro perde brilho

O ouro, que tem servido de activo de refúgio nas últimas sessões, num contexto de crescentes tensões geopolíticas, está a corrigir dos ganhos recentes que o levaram a negociar próximo dos 1.300 dólares por onça.

 

Nesta altura, o metal amarelo desce 0,90% para 1.278,10 dólares, enquanto a prata cai 0,95% para 18,1285 dólares.

 


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
APANHEM o TGV MILENIUM BCP Há 1 semana

TGV MILENIUM BCP
A partir de sexta feira PORTUGAL deixa de ser lixo OFICIALMENTE a parir dai o TGV MILENIUM só irá PARAR na ESTAÇÃO 1 EURO no dia 18 de AGOSTO de 2017 APANHEM o COMBOIO enquanto ainda á lugares DISPONIVEI

ACORDEM ..... não vão em bocas foleiras Há 1 semana

ACORDEM ....
ACORDEM a DBRS vai subir o rating do BCP e de PORTUGAL ACORDEM se querem ganhar muito $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ a CRISE ACABOU o MILENIUM vai QUINTUPLICARa

pub