Taxas de juro Fed abre a porta a subida de juros em Dezembro

Fed abre a porta a subida de juros em Dezembro

O banco central reúne uma semana antes das eleições. Os analistas não antecipam alterações na política monetária.
Fed abre a porta  a subida de juros em Dezembro
Andrew Harrer/Bloomberg
Raquel Godinho 02 de Novembro de 2016 às 07:00
Tem sido uma das principais dúvidas dos investidores nos últimos meses: quando é que a Reserva Federal volta a subir o preço do dinheiro? Os membros do Comité Federal do Mercado Aberto (FOMC) estão reunidos desde terça-feira. Os analistas não antecipam alterações na política monetária, mas acreditam que o banco central dará indicações para o encontro de Dezembro.

Uma subida dos juros esta semana "é muito improvável por várias razões", antecipa Thomas Julien. O economista do Natixis para os EUA lembra que "não foram conhecidos muitos indicadores macroeconómicos desde a reunião de Setembro" e este encontro não será concluído com uma conferência de imprensa, o que "tornaria mais difícil para a Fed justificar tal decisão". 

"O mercado não está a descontar uma subida dos juros e a Fed tem sido muito cuidadosa para não surpreender o mercado de modo a evitar gerar demasiada volatilidade", acrescenta Thomas Julien.

Os contratos de futuros têm uma probabilidade implícita de 6% de subida dos juros nesta reunião, segundo a Reuters, devido aos dados económicos mistos e à proximidade com as eleições presidenciais de 8 de Novembro. "A alguns dias das eleições, não esperamos que sejam tomadas decisões sobre a taxa de juro. Porém, o desafio não é menos importante, dado que a Fed deverá aproveitar para comunicar de uma forma mais precisa as suas intenções aos investidores, para que estes possam gerir melhor as suas expectativas", defende Franck Dixmier.
"O contexto pós-eleitoral da reunião de Dezembro deverá ser mais propício a uma subida nas taxas", acrescenta o responsável pela área de dívida global na AllianzGI. A probabilidade implícita nos contratos de futuros quanto a uma subida dos juros em Dezembro é de 73%.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 dias

Quero lá saber o que ela diz.
Quem manda são os judeus do Goldman Saches e os vossos artistas do PSD Durão barroso e do Luis Arnaut que foi seu Ministro-adjunto do entre 2002 – 2004. Falta convidar o Cavaco,o Dias Loureiro e mais uns quantos que todos sabemos quem são.

pub
pub
pub
pub