Bolsa Fortes ganhos do BCP e Nos dão ao PSI-20 a maior subida em dois meses

Fortes ganhos do BCP e Nos dão ao PSI-20 a maior subida em dois meses

As acções do BCP e da Nos registaram uma valorização acentuada e permitiram que o PSI-20 terminasse o dia com o valor mais alto em quase dois meses. Entre as restantes praças europeias, o dia também foi de ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 13 de julho de 2017 às 16:46

Desde 19 de Maio que o PSI-20 não terminava a sessão com uma valorização tão expressiva. O PSI-20 fechou a subir 2% para 5.319,28 pontos, com 17 empresas em alta e duas em queda – o que representa assim o valor de fecho mais elevado dois meses (a 19 de Maio, no fecho, valorizava 2,03%). Entre as restantes praças europeias, a tendência é também positiva, com as principais bolsas a serem impulsionadas pelas palavras de Janet Yellen.

A presidente da Fed sustentou esta quarta-feira, 12 de Julho, que a Fed "continua a esperar que a evolução da economia permita aumentos graduais das taxas de juro ao longo do tempo". Mas apesar deste tom positivo, manifestou uma preocupação: a inflação, que continua baixa. Um sinal que o banco central não vai ter pressa em efectuar mais aumentos na taxa de juro e na redução do balanço.


"O mercado está positivo porque os comentários de Yellen sugerem um ritmo mais brando de subida das taxas de juro, o que é favorável para as acções, comentou à Bloomberg Banny Lam, responsável da unidade de research da CEB International, em Hong Kong. A presidente da Fed também deixou indicações que não serão necessárias muitas mais subidas das taxas para colocar os juros num nível neutral para a economia, o que também foi bem visto pelos investidores.


Em Lisboa, as acções do BCP terminaram o dia a disparar 6,28% para 25,88 cêntimos – desde 6 de Fevereiro que os títulos do banco liderado por Nuno Amado não terminavam uma sessão acima dos 6,28%.

O Montepio terminou o dia a apreciar 0,20% para 99,5 cêntimos.


A Nos fechou a sessão a valorizar 3,54% para 5,469 euros A empresa liderada por Miguel Almeida entrou para a lista das acções preferidas para a Península Ibérica para o terceiro trimestre, que o banco apelida de "balas de prata", de acordo com uma nota a que o Negócios teve acesso.

A negociação da operadora poderá também ter sido marcada pela análise de Pedro Oliveira, do BPI, que defende que os comentários de ontem de António Costa - que endureceu as críticas à PT e à Altice – "colocam a Altice sob pressão e é provável que beneficie outros operadores". O analista, numa nota a que o Negócios teve acesso, considera que "além de a influência que estes comentários podem ter nos clientes da Altice, o Governo português é o maior cliente da Altice".

"Acreditamos que a forma como a Altice vai gerir esta crise pode ter implicações significativas na perspectiva do sector das telecomunicações em Portugal. Não excluímos o cenário onde a Nos terá uma nova oportunidade de agarrar uma grande fatia de quota de mercado, em especial nos segmentos empresarial e público", disse ainda.

No retalho, a Jerónimo Martins ganhou 1,52% para 17,65 euros. A Sonae, que se mantém na lista de "balas de prata" do Haitong e que chegou a tocar em máximos de Abril do ano passado (quando negociou nos 99,9 cêntimos), terminou o dia com uma subida de 2,68% para 99,6 cêntimos.

Os CTT, outra "bala de prata" do banco de investimento, avançou 2,03% para 5,533 euros.


No sector energético, a EDP valorizou 1,07% para 2,932 euros e a REN ganhou 0,44% para 2,725 euros. A Galp Energia somou 0,19% para 13,44 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, ganha 1,49% para 48,45 dólares por barril.

Por outro lado, a EDP Renováveis desceu 0,38% para 6,868 euros.

A Semapa avançou 0,71% para 16,985 euros e a Navigator subiu 0,29% para 3,741 euros. A Altri valorizou 0,73% para 4,021 euros.

 


(Notícia actualizada às 16:52)




A sua opinião36
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Criador de Touros 13.07.2017

eu sei que vem ai a guerra mundial, poderei ficar em mão com as ações do meu querido banco Bcp, mas será por amor, e amor não se deixa nem a base de bombas
quero também pedir desculpa a todos os portugueses ,especialmente a ao pessoal de Esquerda, que eu tanto disse mal há umas semanas atrás, que ansiadades e comprimidos para dormir me trocaram as palavras, me desculpem.
errei, o costa estaá a fazer um bom trabalho e as minha queridas ações a subir...

comentários mais recentes
Qual recuperacao qual carapuca, jornaleiro 09.08.2017

A banca Nunca mais vai recuperar-se, porque quem e que poe dinheiro nos banqinhos do jardim.As recuperacoes sao de Taxas e mais taxas, que os politicos deixam passar para que os peseudo-Bancos nos esmifrem ate ao tutano.Esta juventude gasta-o, e muito bem mesmo antes de o ganhar. E ainda bem viagem.

Anónimo 13.07.2017

Agora fala-se em aquisições na Polónia
Neste país a China prepara-se para fazer grandes investimentos em infraestruturas
O bcp terá oportunidade em participar
Por cá vivemos um período de expansão com optimismo prudente
A Europa está também em recuperação
Próximos meses muito promissores

Criador de Touros 13.07.2017

Amanhã haverá mais !!...

Anónimo 13.07.2017

A recuperação do bcp ainda vai prosseguir
Amanhã vamos assistir a mais um ressalto
Está muito barato face as congéneres
Tudo se conjuga para uma forte valorização
Deve ser dos melhores negócios da banca europeia
Reforçar

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub